Nascido sem mover as pernas, iraniano ouro no Rio é ‘homem mais forte do mundo’

Halterofilista quebrou recorde ao levantar 310kg

O halterofilista iraniano Siamand Rahman, ouro na categoria acima de 107 kg nos Jogos Paralímpicos, alcançou novo recorde mundial ao levantar 310kg na competição. Ele já era detentor da maior marca, ao levantar 290kg nos Jogos Para Asiáticos de 2014, em Guangzhou.

De acordo com a rede francesa Euronews, o atleta de 28 anos foi duas vezes campeão asiático e mundial de para halterofilismo paralímpico. Ele é considerado por muitos – inclusive por ele próprio – o homem mais forte do mundo.

A rede norte-americana CNN destaca que Rahman, nascido com um problema que o impossibilita de usar as pernas, levantou 75kg a mais do que o segundo colocado, o egípcio Amr Mosaad.

Halterofilismo paralímpico

Os halterofilistas paralímpicos devem levar a barra até a altura do peito e depois levantá-la com os braços estendidos. Os atletas fazem os movimentos deitados em um banco e têm três chances, sendo que a maior carga é a que vale para o resultado final.

É permitido um quarto levantamento para os atletas que têm objetivo de quebrar o recorde mundial, mas ele não vale para a competição. Na última terça-feira (13), Evânio da Silva garantiu a primeira medalha do Brasil na modalidade, conquistando a prata na categoria até 88kg.

Nascido sem mover as pernas, iraniano ouro no Rio é 'homem mais forte do mundo'
Mais notícias