São Paulo demora para deslanchar, mas goleia time ‘sem goleiro’ na Copinha

O time paulista enfrentou um adversário que não tinha um goleiro

A notícia de que o São Raimundo, de Roraima, não teria um goleiro para enfrentar o São Paulo empolgou os torcedores do time paulista. Mas, em campo, a grande goleada esperada pelos são-paulinos não se concretizou e a vitória veio ‘apenas’ por 4 a 1, com direito até a susto.

Como havia vencido por 7 a 0 na estreia, o São Paulo se garantiu na liderança da chave com seis pontos, mas cinco gols a mais de saldo que o São José, rival da última rodada em briga direta pela classificação como primeiro. Se empatar, o time do Morumbi estará classificado.

Mesmo que perca na última rodada, o São Paulo poderá se classificar como um dos melhores segundos colocados, afinal tem o melhor saldo da competição até aqui.

O jogo gerou uma grande expectativa por parte dos torcedores porque o São Raimundo não tinha um goleiro de ofício para escalar. O meia Léo ficou na vaga de Leonay, expulso na estreia.

Fases do jogo: Sabendo do desfalque do time adversário no gol, o São Paulo começou o jogo de maneira preguiçosa. A primeira chance veio apenas aos 12 minutos, quando Léo, o meia que virou goleiro, impressionou todos com boa defesa. Na sequência, ele voltou a aparece com boas intervenções.

Mas, Léo acabou sendo vazado aos 25 minutos. Matheus Queiroz acertou um belo chute no ângulo e não deu nenhuma chance para o goleiro rival evitar.

A preguiça voltou no segundo tempo até que o susto veio. Gilson, sozinho na área, desviou a bola na saída do goleiro Lucas Paes e empatou o duelo. Mas, a alegria do time roraimense durou pouco.

Em menos de 15 minutos, o atacante João Paulo apareceu duas vezes e não deu chance para o goleiro Léo fazer defesas. Com a vantagem ampla, os são-paulinos voltaram a administrar o resultado até que Matheus Reis invadiu a área e bateu no canto do goleiro, que deixou o ângulo aberto.

Melhor: João Paulo – Ele foi decisivo. Quando a situação do São Paulo complicou no gol de empate, a estrela do artilheiro apareceu com dois gols, um de cabeça e outro com o pé.

Pior: Renan – Poucos acreditavam que o São Raimundo poderia segurar o São Paulo, mas teve a chance de complicar bem a situação quando estava 2 a 1. Mas, o atacante, na cara do goleiro rival, chutou para fora.

Para lembrar.

Olha o shorts. Ao fazer o segundo gol do São Paulo na partida, o atacante João Paulo quase mostrou demais no gramado. Seu shorts caiu durante a comemoração.

Goleiro improvisado. Léo teve de ir para o gol desde o começo de jogo, porque o goleiro do São Raimundo foi expulso na primeira rodada e estava suspenso.

 

 

Mais notícias