Atlético marca no fim, garante Libertadores e adia festa do Corinthians

O time mineiro se apresentou muito abaixo do normal

Com o título do praticamente já decidido, o Atlético-MG entrou em campo diante do Figueirense para defender a vice-liderança. Apesar do duelo com uma equipe da parte inferior da tabela, o time mineiro se apresentou muito abaixo do normal e venceu com um gol aos 45 minutos do segundo tempo, com gol e Dátolo, no Orlando Scarpelli. Resultado que adiou a conquista do Corinthians, e garantiu o time mineiro na próxima Libertadores.

Com poucos bons momentos, a equipe de Levir Culpi esteve muito mais próxima de sofrer um gol do que de abrir o placar. Victor, Jemerson e a falta de pontaria dos atacantes do Figueirense ajudaram bastante na partida que foi uma espécie de revanche da Copa do Brasil. Na ocasião o Atlético perdeu  e foi eliminado com um gol no final da partida.

A derrota mantém o Figueirense próximo da zona do rebaixamento. Beneficiado pelos resultados de Goiás e Coritiba, a equipe de Santa Catarina segue fora do grupo dos últimos colocados.

FICHA TÉCNICA
FIGUEIRENSE 0 X 1 ATLÉTICO-MG

Data: 08/11/2015 (domingo)
Horário: 17h (de Brasília)
Motivo: 34ª rodada do
Local: Estádio Orlando Scarpelli, em Florianópolis (SC)
Público: 11.556 pagantes
Renda: R$ 171.020,00
Árbitro: Marcelo Aparecido de Souza (CBF-1/SP)
Assistentes: Emerson Augusto de Carvalho (Fifa/SP) e Miguel Cataneo Ribeiro da Costa (CBF-2/SP)
Cartões amarelos: Leandro Silva e João Vitor (FIG) Leonardo Silva, Marcos Rocha, Jemerson e Douglas Santos (CAM)
Gol: Dátolo aos 45 min do segundo tempo

FIGUEIRENSE
Alex Muralha, Leandro Silva, Marquinhos, Thiago Heleno e Juninho; João Vitor, Fabinho, Rafael Bastos (Marcão, aos 27 do 2º) e Carlos Alberto (Marcelinho, aos 35 do 2º); Clayton e Thiago Santana (Celsinho, aos 16 do 2º).
Técnico: Hudson Coutinho.

ATLÉTICO-MG
Victor, Marcos Rocha (Patric, aos 16 do 2º), Leonardo Silva, Jemerson e Douglas Santos; Leandro Donizete, Rafael Carioca, Dátolo, Luan (Tiago, aos 48 do 2º) e Giovanni Augusto; Lucas Pratto (Thiago Ribeiro, aos 16 do 2º).
Técnico: Levir Culpi.

Atlético marca no fim, garante Libertadores e adia festa do Corinthians
Mais notícias