Notícias de Mato Grosso do Sul e Campo Grande

IFMS abre seleção para oferta de 2,5 mil auxílios aos estudantes

Programa de Assistência Estudantil

O Instituto Federal de Mato Grosso do Sul (IFMS) iniciou nesta quinta-feira, 22, a seleção de estudantes para a concessão de 2.559 auxílios que integram o Programa de Assistência Estudantil.

A oferta contempla os auxílios Alimentação, Permanência, Moradia, Transporte, além do Auxílio Indígena e Quilombola, novo benefício instituído com a reformulação do programa e da política de assistência social do IFMS. O valor total destinado aos auxílios é de R$ 3,1 milhões.

Auxílio Transporte: repasse financeiro para as despesas com transporte urbano ou rural entre o IFMS e a residência do estudante, desde que o poder público não ofereça transporte gratuito.

Auxílio Alimentação: concessão de refeição nos campi que possuem refeitório e/ou repasse financeiro para custear as despesas com alimentação durante a realização do curso.

Auxílio-Moradia: concessão de moradia nos campi que possuem alojamento para estudantes ou repasse financeiro para cobrir parte dos gastos com moradia.

Auxílio Indígena e Quilombola: repasse financeiro a estudantes que comprovarem morar em comunidades indígenas e quilombolas.

Na avaliação da diretora executiva da Pró-Reitoria de Ensino, Tânia Brizueña, o Programa também contribui para a permanência do estudante no IFMS, ao reduzir os índices de evasão, e favorece o êxito na formação educacional.

“Nossos estudos apontam que a Assistência Estudantil é um dos fatores que colaboram para o estudante concluir os cursos. O Índice de Eficiência Acadêmica do IFMS, por exemplo, tem melhorado anualmente, com aumento de mais de 16% desde 2014”, analisou.

Seleção – O edital com as regras do processo seletivo está disponível na Central de Seleção. Podem se inscrever estudantes dos cursos presenciais nas modalidades integrados, subsequentes, Proeja e dos cursos superiores.

Além de estar regularmente matriculado no IFMS, os requisitos para participar da seleção são:

Não estar cursando apenas Estágio, Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) e/ou Atividade Complementar;

Não apresentar no seu histórico escolar mais do que duas reprovações por falta (RF) em unidades curriculares no semestre anterior;

Comprovar renda familiar per capita não excedente a um salário mínimo e meio vigente.

As inscrições devem ser feitas pela internet entre os dias 2 e 15 de março. A entrega da documentação que comprove o atendimento aos requisitos deverá ser feita entre os dias 21 de março e 12 de abril, de acordo com os horários estabelecidos.

É possível se inscrever para todas as modalidades de auxílio, mas será necessário comprovar as condições para o recebimento. A documentação exigida varia de acordo com o tipo de recurso solicitado. Todos os detalhes estão no item 4 do edital de abertura.

Recursos – O total de investimentos do IFMS em 2018 na assistência estudantil será de R$ 4,6 milhões. O valor é 7,8% maior do que no ano anterior. Se comparado ao montante destinado em 2016, o aumento chega a 40%.

Além dos recursos para os auxílios, R$ 1,1 milhão também está destinado a projetos de extensão, pesquisas científicas e visitas técnicas. Também estão inclusos os valores destinados aos auxílios TCC (Trabalho de Conclusão de Curso) e monitoria.

“Com o aumento no investimento em nossos estudantes, será possível que mais pessoas tenham acesso à formação sólida e integrada oferecida pelo Instituto, além de oportunizar a participação em pesquisa e eventos culturais que ajudam no desenvolvimento dos potenciais de cada estudante”, explicou a diretora.

Outros R$ 200 mil são para a confecção de uniformes escolares, entregues gratuitamente aos estudantes.

Distribuição – A divisão de recursos entre os campi é feita de acordo com o número de estudantes matriculados nos cursos presenciais. Para 2018, foi usada como base as matrículas registradas no Sistema Nacional de Informações da Educação Profissional e Tecnológica (Sistec) de 20 de fevereiro.

 

A decisão dos tipos, quantidades e valores de cada auxílio é feita por cada campus, levando-se em conta as características socioeconômicas dos estudantes matriculados.

Você pode gostar também