Notícias de Mato Grosso do Sul e Campo Grande

Eliminada candidata que divulgou texto de prova em concurso da Polícia Civil de MS

Candidata descumpriu alguns critérios do edital e foi eliminada administrativamente

Uma candidata foi excluída do concurso público para investigador e escrivão da Polícia Civil nesta quarta-feira (19). A medida foi tomada após investigação da comissão organizadora do concurso a respeito do vazamento do texto da folha de digitação da prova.

A candidata foi excluída administrativamente do concurso por ter não ter cumprido com critérios do edital. Segundo edital do processo seletivo, podem ser excluídos os candidatos que se ausentarem da sala portando caderno de questões, folha de respostas ou qualquer documento não permitido pela organização. Além disso, a candidata foi excluída por “descumprir as instruções emitidas pela Comissão Organizadora do Concurso Público ou pela equipe de aplicação das fases”. Também está disposto em edital que o candidato tem a prova anulada e é eliminado do concurso caso seja constatado irregularidade ou fraude.

Após a eliminação da candidata, a sexta fase do concurso está mantida, afirma a delegada Maria de Lourdes Souza Cano, presidente da comissão organizadora do concurso. “A fase é mantida em respeito ao processo do concurso e também a quem fez a prova e foi aprovado”, diz.

O resultado preliminar da prova de digitação foi divulgado nesta quinta-feira (19). A próxima fase do concurso é a de Investigação Social, que acontece a partir da segunda-feira (24).

O vazamento

O problema começou quando uma candidata divulgou a folha de digitação da prova do concurso na manhã do domingo (9). Candidatos se sentiram prejudicados e até registraram Boletim de Ocorrência. Todas as provas foram conferidas e apenas uma folha de texto estava em falta, que seria da candidata que divulgou o conteúdo em um grupo de WhatsApp, afirmou a comissão.

A presidente da comissão do concurso explicou que, além de a candidata ter tomado uma atitude com objetivo comprometer a credibilidade do concurso público, ela já seria desclassificada porque não entregou a prova. “Como ela não deixou o texto, ela não permitiu que a prova dela fosse corrigida até porque não tem como corrigir. Ela levou a folha de texto, não vai ser efetivada e provavelmente desligada do concurso”, afirma a delegada.

Na ocasião, a delegada disse que os candidatos não foram prejudicados. “Não é a prova que foi vazada, mas sim o texto digitado por ela, ele não é completo e está com vários erros de palavras. Além disso, o concurso não visa avaliar o conhecimento, nem memória, o concurso visa avaliar a habilidade do candidato na digitação”.

 

Você pode gostar também
Comentários
Carregando...