Raros e em extinção, cachorros-vinagre são atropelados na BR-262

A rodovia é cenário frequente no atropelamento de animais silvestres

Dois cachorros-vinagre, uma espécie rara e em extinção, foram atropelados e encontrados mortos à beira da BR-262 neste sábado (10), entre os municípios de Aquidauana e Miranda. A espécie é pequena, pesa cerca de 5 kg e tem a cor marrom-avermelhada.

Foto: Projeto Bandeiras e Rodovias

O registro do atropelamento foi feito pelo Projeto Bandeiras e Rodovias, que monitora o atropelamento de tamanduás-bandeira nas rodovias e, como nesta tarde, flagra atropelamentos de outras espécies. Mário Alves, do Bandeiras e Rodovias, explica que a região tem matas e diversas fazendas de pecuária. Além dos dois atropelados, também foi haviam outros dois cachorros-vinagre próximos à rodovia, um adulto e um filhote.

O cachorro-vinagre é uma espécie que habita áreas de florestas em parte da América do Sul e em praticamente todas as regiões do Brasil. É vulnerável à extinção, segundo a Lista Oficial das Espécies da Fauna Brasileira Ameaçadas de Extinção, publicada pelo Ministério do Meio Ambiente. Eles vivem em matilhas que podem variar de dois a 12 indivíduos, nas quais apenas o casal dominante reproduz.

BR-262: ‘Estrada para o inferno’

Vale lembrar que a BR-262 é cenário frequente na morte de animais. Com mais de 20 anos de pesquisa sobre o atropelamento de animais na BR-262, o estudo feito pelo professor Wagner Fischer, pela Engenheira Ambiental Raquel Faria de Godoi e pelo também professor da UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul) Antonio Conceição Paranhos Filho virou reportagem no The New York Times. Os estudiosos monitoraram a estrada que liga Campo Grande a Corumbá de 1996 a 2000 e registraram 930 atropelamentos de animais.  “A BR-262 mantém sua fama inglória como uma ‘estrada para o inferno’ para vidas humanas e selvagens”, destacou Fischer.

Em dezembro de 2018, o MPF (Ministério público Federal) em Corumbá ajuizou ação pública para que o DNIT cumprisse com as medidas protetivas à fauna de animais silvestres na BR-262, no trecho entre Aquidauana e Corumbá. A medida visa proteger os animais e também a segurança no trânsito.

Mais notícias