Missão Evangélica seleciona profissionais para atendimento a indígenas em MS

Inscrições podem ser feitas até o dia 24 de maio

Estão abertas desde segunda-feira (18) as inscrições para o processo seletivo da Missão Evangélica Caiuá, em Dourados. O prazo termina no dia 24  de maio. As contratações emergenciais são voltadas as ações de combate à pandemia do coronavírus nas aldeias indígenas de Mato Grosso do Sul.

Segundo a Missão, os profissionais selecionados irão compor a EMSI  (Equipe Multidisciplinar de Saúde Indígena), para a execução das ações complementares de Atenção Básica em Saúde Indígena. O contrato será feito de acordo com a normas da CLT (Consolidação das Leis Trabalhistas.

Estão sendo oferecidas nove vagas de nível superior, sendo três para médicos, cinco para enfermeiros e uma para farmacêutico. Além disso, serão contratados cinco profissionais de ensino médio para preenchimento de vagas de técnico de enfermagem. Os profissionais selecionados poderão atuar em Amambai, Antônio João, Aquidauana, Dourados, Paranhos e Sidrolândia.

Para os cargos de médico serão oferecidos salários de R$ 8.271,89 (Parcial) R$ 16.543,78 (Integral). Já para a vaga de enfermeiro a remuneração prevista de R$ 7.808,66. Enquanto que para farmacêutico o salário é de R$ 6.617,51. No caso dos técnicos de enfermagem a proposta é de R$ 2.580,83.

O edital está disponível para consulta no site da Missão Evangélica Caiuá (no endereço eletrônico: http://missaocaiua.org.br/wp/)  e também na sede do Distrito Sanitário Especial Indígena de Mato Grosso do Sul – sito a Rua Alexander Fleming, nº 2007 – Vila Bandeirantes – Campo Grande/MS.

As inscrições serão realizadas através do envio do Currículo (completo) do candidato contendo todas as informações como por exemplo: qualificação, documentos pessoais, formação acadêmica, pós graduações, tempo de serviço – experiência e outros documentos que o candidato entender conveniente em um só documento em formato PDF, para o e-mail: mecdseimsprocessoseletivo2020@gmail.com.

O candidatos que se autodeclarar indígena, deverá anexar a cópia do RANI (Registro Administrativo de Nascimento Indígena) ou outro documento comprobatório de sua condição étnica e o ano do processo 2020.

 

Missão Evangélica seleciona profissionais para atendimento a indígenas em MS
Mais notícias