Concurso do IBGE pode ter mais de 6,5 mil vagas nacionais e regionais

O próximo concurso , com 6.500 vagas temporárias, pode ter dois editais, sendo um nacional e outro regional, com foco no Rio de Janeiro.

Segundo fontes, as oportunidades de agente de pesquisa e mapeamento (5.623 vagas) e supervisor de coleta e qualidade (552) seriam distribuídas para todo país e organizadas por uma banca organizadora.

Já outra banca ficaria responsável pelo edital para o Rio de Janeiro, com 325 vagas nos cargos de agente de pesquisa por telefone (300) e supervisor de pesquisa (25).

Há duas bancas entre as mais cotadas, sendo elas:

  • Fundação Getulio Vargas (), para a seleção em âmbito nacional; e o
  • Instituto de Desenvolvimento Educacional, Cultural e Assistencial Nacional (Idecan), para o concurso do Rio de Janeiro.

As organizadoras se destacam porque, segundo fontes, antes da pandemia o chegou a fazer uma licitação para a escolha dessas bancas, considerando que o processo teria cerca de 8.907 vagas.

Nessa ocasião, a  teria vencido o processo para organizar a seleção em âmbito nacional, enquanto o Idecan seria responsável pelo concurso do Rio de Janeiro.

No entanto, com a pandemia, o autorizou o preenchimento de 6.500 vagas temporárias. Diante da redução no número de oportunidades, a escolha da banca foi reiniciada.

Desta forma,  e Idecan despontam como favoritas. O ainda não confirmou se serão publicados dois editais, assim como se as oportunidades serão para todo o país ou regiões específicas.

No momento, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística trabalha para publicar o edital ainda este ano. Porém, somente após a escolha da organizadora a seleção poderá ser aberta.

Vale lembrar que, pela portaria autorizativa, os profissionais podem ser contratados a partir de janeiro de 2021.

 

Concurso do IBGE pode ter mais de 6,5 mil vagas nacionais e regionais
Mais notícias