MS deve saber número de novos policiais federais em outubro

Governo brasileiro autorizou a convocação de 1.047 aprovados em concurso público

Embora exista a autorização para a convocação de 1.047 polícias federais que foram aprovados em concurso público, o número de policiais ainda é desconhecido para Mato Grosso do Sul e deve ser divulgado somente no mês de outubro. O decreto foi assinado pelo presidente Jair Bolsonaro e publicado no Diário Oficial da União desta sexta-feira (24).

O número de convocados dobrou em relação ao que foi proposto no edital, mas mesmo com o aumento, é difícil realizar uma previsão de quantos policiais federais ingressariam em Mato Grosso do Sul. O coordenador de recrutamento Andersson Pereira dos Santos explicou que pode ter uma rotatividade dos policiais durante o concurso.

O coordenador salienta que haverá um concurso de remoção, podendo existir a possibilidade de um residente pedir transferência para outra cidade, abrindo assim, uma nova vaga além da vaga já existente. “Só serão definidas no último mês pela direção da Polícia Federal em outubro ou novembro”.

“Um agente que está em Campo Grande, pode querer ir para Manaus por exemplo. Tem duas vagas para delegado em Corumbá e dois pedem transferências, nesse jogo abre quatro vagas na cidade, então é difícil ter um número exato”, disse.

O certame ainda deve ser prolongado por alguns meses e até lá, diversas situações podem acontecer como salienta Andersson. “Em outubro termina a primeira academia e em julho do ano que vem, acontece a segunda academia”.

Concurso

O edital foi lançado em junho de 2018 e previa 500 vagas entre agente, delegado, escrivão, perito criminal e papiloscopista. As vagas são, preferencialmente, nos estados do Acre, Amapá, Amazonas, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Pará, Rondônia, Roraima e Tocantins e em unidades de fronteira.

Os salários são de R$ 11.983,26 para agente, escrivão e papiloscopista e de R$ 22.672,48 para perito criminal e delegado.

Mais notícias