Concurso terá entre 350 e 400 vagas e novos guardas municipais já começam armados

Edital deve ser aberto ainda neste ano, mas até a posse, a concorrência deve levar de um ano e meio a dois anos

Autorizado nesta sexta-feira (20), o concurso público da Guarda Municipal de Campo Grande deverá ter entre 350 e 400 vagas, segundo o secretário de Segurança Pública do município, Valério Azambuja.

O mínimo previsto foi contabilizado como deficit do município na área, em um primeiro levantamento. Agora, no entanto, a deficiência varia entre 380 a 400, por isso o número de vagas pode chegar a esta quantidade. Caberá às secretarias de Finanças e Gestão definir as vagas de acordo com a capacidade financeira da Prefeitura.

A data de abertura do edital, e consequentemente inscrição, também não está definida, mas o secretário garante que será neste ano. Contudo, com três etapas, é possível que os aprovados só estejam trabalhando nos cargos entre 1 ano e meio a dois anos.

“Pretendemos fazer de forma tranquila e dentro de tudo que a legislação manda”, afirmou Azambuja. Para ele, a concorrência é necessária para a Guarda Municipal chegar quadro efetivo ideal para prestação de bons serviços.

Também já está definido que o concorrente tenha no mínimo o ensino médio completo e CNH (Carteira Nacional de Habilitação) A e B (moto e carro), além de não ter pendências na Justiça, nem histórico na polícia. A conduta social, que será avaliada na investigação, será fator eliminatório.

Depois da prova e investigação, a seleção ainda prevê o curso de formação policial, que será na Acadepol (Academia de Polícia Civil) ou no Instituto Federal de Educação, segundo o secretário. Nesta etapa, os aprovados vão passar por capacitação para usar armas de fogo. Quando assumir os cargos, os candidatos já terão esta autorização. Hoje, o atual quadro passa, aos poucos, por cursos de tiro e outros que permitem o manuseio. O salário deve começar em R$ 1.622,36.

Mais notícias