Vale e CNPq lançam edital de programa para estimular a formação de engenheiros

Já está disponível no site do CNPq (Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (www.cnpq.br) o edital com a primeira chamada pública do Forma-Engenharia, que visa a estimular a formação de engenheiros no Brasil. Resultado de uma parceria entre a Vale e o CNPq, o programa vai oferecer 2,5 mil bolsas para pesquisadores, estudantes do ensino médio e técnico e de graduação. A iniciativa é inédita no setor privado do Brasil. No total, serão investidos R$ 24 milhões, dos quais R$ 12 milhões aportados pela Vale e R$ 12 milhões pelo próprio CNPq.


Serão focadas diversas áreas de engenharias, entre as quais as de Minas, Elétrica, Metalúrgica e Mecânica, preferencialmente em instituições das regiões Norte, Nordeste e Centro-Oeste. Os interessados têm até o dia 17 de julho para submeter as suas propostas.


O Forma-Engenharia nasceu da preocupação de o Brasil sofrer a partir de 2020 um “apagão de engenheiros” caso a economia do país mantenha o atual ritmo de crescimento, segundo estudo do Ipea (Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada).


Dados do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação mostram que, entre os países do BRIC (Brasil, Rússia, Índia e China), o Brasil é o que menos forma engenheiros por ano. São cerca de 30 mil – em torno de 40 mil, se incluídos tecnólogos e habilitações em Construção Civil, Produção e Meio Ambiente. Na Índia, são pelo menos 220 mil; na Rússia, 190 mil; e na China, 650 mil.

Mais notícias