Concurso do senado oferece vagas para tecnologia da informação

A área de tecnologia da informação oferece 10 oportunidades no próximo concurso do Senado, marcado para dia 11 de março. Do total de vagas, sete são para análise de sistemas, uma delas reservada a pessoa com deficiência, e três são para a área de análise de suporte de sistemas. As inscrições estão abertas até 5 de fevereiro pelo site da Fundação Getúlio Vargas (FGV).

Como requisito, ambos os cargos exigem diploma de nível superior na área de Tecnologia da Informação ou de Ciências Exatas. Também poderão se inscrever candidatos com formação superior em outras áreas, desde que pós-graduados em Tecnologia da Informação. De acordo com o diretor-adjunto da Secretaria Especial de Informática (Prodasen), Pedro Eneás Mascarenhas, além de uma boa base acadêmica, a experiência na área é característica bem-vinda nos novos servidores.

– O profissional que tem uma boa base teórica consegue se readaptar bem às variações de contexto presentes na área de tecnologia, que evolui muito. Em contrapartida, uma pessoa sem experiência, na hora de resolver um problema, pode ter dificuldade de coordenar toda a capacidade cognitiva para atingir seu objetivo.

O diretor explica que o analista de suporte deve trabalhar com a estrutura básica de software da rede do Senado Federal. O trabalho inclui bancos de dados, servidores de arquivos, projetos de storage (armazenamento de dados), configuração de ativos de rede e servidores de aplicação.

– É um perfil mais voltado para engenharia de rede, a manutenção de sistemas operacionais. Nãoo é um profissional que constrói a aplicação e nem um técnico de manutenção de hardware.

Mais notícias