Cotidiano / Economia

Após reajustes, gás de cozinha pode ser encontrado por até R$ 120 em MS

Além dos altos preços da gasolina, de produtos nos supermercados, como o arroz e a carne, o gás de cozinha também está custando mais caro. O que há alguns meses podia ser encontrado por R$ 70 agora está custando até R$ 120 em Mato Grosso do Sul. Uma pesquisa realizada pelo Procon de Coxim na […]

Fábio Oruê Publicado em 07/03/2021, às 13h22 - Atualizado em 08/03/2021, às 09h23

Gás de cozinha (Foto: Arquivo/ Jornal Midiamax)
Gás de cozinha (Foto: Arquivo/ Jornal Midiamax) - Gás de cozinha (Foto: Arquivo/ Jornal Midiamax)

Além dos altos preços da gasolina, de produtos nos supermercados, como o arroz e a carne, o gás de cozinha também está custando mais caro. O que há alguns meses podia ser encontrado por R$ 70 agora está custando até R$ 120 em Mato Grosso do Sul.

Uma pesquisa realizada pelo Procon de Coxim na última quinta-feira (4), apontou uma variação de 20,83% do menor para o maior preço do botijão de gás de cozinha nos estabelecimentos da cidade.

Conforme o órgão, foram coletados os preços de gás de cozinha de 13 quilos em dez estabelecimentos localizados em vários bairros de Coxim.

O menor preço encontrado para o botijão de 13 quilos foi de R$ 95 e o maior preço a R$ 120. O levantamento do Procon demonstra que ao pesquisar o consumidor pode economizar até R$ 25 reais na compra do gás de cozinha.

Nesta semana, segundo dados da ANP (Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustível), a média de preço (R$ 81,62) praticado nas principais cidades do Estado foi mais em conta do que no município do interior. Em Campo Grande, o preço médio encontrado foi de R$ 80,70, em 55 estabelecimentos pesquisados. O valor máximo verificado na Capital foi de R$ 95.

Já em Dourados, em 19 locais pesquisados, a média encontrada foi de R$ 85,16, com máxima de R$ 91, e em Ponta Porã, a média foi de R$ 79, com preço máximo em R$ 80.

Jornal Midiamax