Com gasolina a R$ 5,29 em Campo Grande, Sinpetro diz que reajuste será aplicado após fim do estoque

Pedido foi feito pelo Procon após Petrobras anunciar novo aumento no valor do combustível

Com a gasolina chegando a R$ 5,29 em Campo Grande e à espera de um novo reajuste anunciado essa semana pela Petrobras, o Sinpetro (Sindicato do Comércio Varejista de Derivados de e Lubrificantes de Mato Grosso do Sul) garantiu que os postos só irão aplicar o aumento após acabar os estoques comprados com o preço anterior.

O anúncio se deu após reunião no (Superintendência para Orientação e Defesa do ), que pediu que a categoria segurasse o reajuste.

Segundo informações liberadas pelo Sinpetro/MS, os preços praticados em Campo Grande hoje dependendo  da “bandeira”, giram em torno de:  Petrobras de R$ 4,99 até R$ 5,25 ;  Ipiranga de R$ 4,98 até R$ 5,29 e na bandeira branca de R$ 4,98 até  R$ 5,15.

Fiscalização

Com uma sequência de aumentos no preço dos combustíveis, os postos são alvo de fiscalização por parte do Procon, que já abriu 171 processos relacionados a abusos de preços.

Diante de suspeitas de irregularidades, os consumidores devem se  dirigir  ao Procon Estadual e formalizar denúncias para que possam ser tomadas as providências de acordo com cada  caso. Para isso estão disponíveis os telefones 151, Whatsapp  (67) 9 9158-0088 e o fale conosco que é parte do site procon.ms.gov.br.

Isenção de impostos federais

O presidente (sem partido) disse em live nesta quinta-feira (18) que promoverá mudanças na Petrobras e anunciou isenção de impostos federais.

A Petrobras informou nesta quinta dois novos reajustes nos preços da gasolina e do , que subirão 10,2% e 15,1%, respectivamente, a partir desta sexta (19). É o quarto reajuste da gasolina e o terceiro do em 2021.

“Teve um aumento, no meu entender, aqui, eu vou criticar, um aumento fora da curva da Petrobras. 10% hoje na gasolina e 15% no . É o quarto reajuste do ano. A bronca vem sempre para cima de mim, só que a Petrobras tem autonomia”, afirmou.

“O que é que foi decidido hoje? A partir de 1º de março também não haverá qualquer imposto federal no por dois meses. Então, por dois meses, não haverá qualquer imposto federal em cima do . Por que por dois meses? Porque nestes dois meses nós vamos estudar uma maneira definitiva de buscar zerar este imposto no . Até para ajudar a contrabalancear este aumento, no meu entender, excessivo da Petrobras”, afirmou.

Com gasolina a R$ 5,29 em Campo Grande, Sinpetro diz que reajuste será aplicado após fim do estoque
Mais notícias