Cotidiano / Economia

Bancos digitais e Google criam associação para incentivar contas ‘fintechs’ no Brasil

A Nubank, Mercado Pago e Google anunciam, nesta quarta-feira (10), a criação de uma nova associação com foco de incentivo e inovação do setor financeiro digital no Brasil, a Zetta. Ao lado de ‘fintechs’, contas virtuais como Creditas, Banco Inter, Grupo Movile, Hash e iugu, o grupo tem objetivo de elaborar estratégias no mercado financeiro. […]

Karina Campos Publicado em 10/03/2021, às 10h35

(Foto: Divulgação)
(Foto: Divulgação) - (Foto: Divulgação)

A Nubank, Mercado Pago e Google anunciam, nesta quarta-feira (10), a criação de uma nova associação com foco de incentivo e inovação do setor financeiro digital no Brasil, a Zetta. Ao lado de ‘fintechs’, contas virtuais como Creditas, Banco Inter, Grupo Movile, Hash e iugu, o grupo tem objetivo de elaborar estratégias no mercado financeiro.

Conforme as empresas, o conceito finanças vem se potencializando na prestação de serviço, cada vez mais digital. A associação quer incentivar a inclusão do setor e fomentar o empreendedorismo, principalmente àqueles que não tem acesso aos bancos e instituições tradicionais.

“A Zetta é um fórum para debates de inovação e modernização do setor. E colocará sempre os interesses dos clientes em primeiro lugar”, afirma o presidente da associação e diretor de Relações Institucionais do Nubank, Bruno Magrani.

Já o diretor de Relações Governamentais do Mercado Pago, François Martins, explica que a inovação promete trazer ideias atuais aliada ao conhecimento do mercado técnico e dinâmico, “vislumbrando empoderar milhões de brasileiros para que tenham acesso aos serviços financeiros digitais ou possam ainda empreender e manter seus negócios em funcionamento com a ajuda da tecnologia”, disse.

Outro ponto destacado pelo grupo é que pretendem tirar a impressão de que bancos e clientes tem barreiras e burocracia na prestação dos serviços.  “Defendemos a continuação da transformação dos serviços financeiros, provando que, aliados à tecnologia, eles podem, sim, ser um espaço humanizado, inclusivo e democrático”, ressalta Marcelo Lacerda, diretor de Políticas Públicas do Google.

Recuperação na pandemia

O anúncio oficial acontece com o lançamento do primeiro estudo elaborado pela nova entidade: “O papel da tecnologia na recuperação econômica”, abordando o impacto da inovação durante a quarentena imposta pela Covid-19 no país.

O levantamento identificou a atuação das empresas de tecnologia no período de pandemia e utilizou dados de busca por termos relacionados a serviços digitais, como cartão de crédito e abertura de conta digital neste cenário.

Conforme o estudo, através de dados das associadas, o número de clientes com cartão de crédito ativo aumentou 29% entre fevereiro e novembro de 2020, e usuários de todas as faixas de renda passaram a realizar mais compras parceladas no cartão de crédito. Esse dado coincide com o aumento das buscas pelo termo, e mostra a relevância desta alternativa de pagamento em um cenário de incerteza.

Jornal Midiamax