Cotidiano / Economia

Após Páscoa ‘fria’ em 2020, este ano data deve movimentar R$ 250 milhões em MS

A Páscoa de 2021 é aguardada com expectativa em Mato Grosso do Sul. Isso porque a expectativa este ano é movimentar R$ 250 milhões no Estado, 88% a mais que o registrado no ano passado, quando a pandemia havia acabado de chegar a MS e atendimentos presenciais terem sido suspensos. Conforme pesquisa da Fecomércio-MS (Federação […]

Gabriel Maymone Publicado em 11/03/2021, às 10h14

Páscoa deve movimentar R$ 250 milhões na economia de MS. (Foto: Leonardo de França, Midiamax)
Páscoa deve movimentar R$ 250 milhões na economia de MS. (Foto: Leonardo de França, Midiamax) - Páscoa deve movimentar R$ 250 milhões na economia de MS. (Foto: Leonardo de França, Midiamax)

A Páscoa de 2021 é aguardada com expectativa em Mato Grosso do Sul. Isso porque a expectativa este ano é movimentar R$ 250 milhões no Estado, 88% a mais que o registrado no ano passado, quando a pandemia havia acabado de chegar a MS e atendimentos presenciais terem sido suspensos.

Conforme pesquisa da Fecomércio-MS (Federação do Comércio de Mato Grosso do Sul), desse valor, R$ 136,6 milhões serão gastos em chocolates e R$ 119,27 milhões em comemorações.

Na avaliação da economista da Fecomércio, Daniela Dias, a suspensão do atendimento presencial e as incertezas do início da pandemia no ano passado justificam a escalada de compras neste ano. “Muitas pessoas não conseguiram sequer comprar os ovos, houve devolução dos produtos que são pegos em consignação e mesmo suspensão de fornecimento”, esclarece.

Ainda conforme a especialista, o isolamento e distanciamento social fazem com que as pessoas tenham desejo maior de presentear familiares. “O comportamento das pessoas mudou, temos, por exemplo, aumento dos que vão presentear filhos (62%), além de sobrinhos e afilhados, uma forma de reforçar o vínculo afetivo e emocional mesmo com o distanciamento social e de agradar mais essas crianças e adolescentes que estão ansiosas e irritadas com o isolamento”, pontuou Daniela.

De acordo com a pesquisa, o gasto médio com chocolates e ovos será de R$143,21 contra R$112,76 em 2020. Mais da metade dos consumidores, 56%, comprarão três ou mais chocolates/ovos.

Em relação às comemorações a reação é mais significativa, 62% disseram que pretendem comemorar investindo, em média, R$146,88 ao passo em que no ano passado somente 24% iriam comemorar.

Em Campo Grande, a expectativa é de que a data movimente R$ 53 milhões, sendo R$ 33 milhões em ovos e chocolates e R$ 20 milhões com comemorações.

Jornal Midiamax