Três cidades responderam por 8 em cada 10 empregos fechados em MS em abril

Campo Grande, Três Lagoas e Dourados perderam 5.552 postos de trabalho no m~es passado, segundo o Caged; apesar da pandemia, municípios tiveram saldo positivo

Os principais polos de empregos em presenciaram, juntos, o fechamento de 5.552 postos de em abril deste ano, conforme dados do Novo Caged divulgados nesta quarta-feira (27). Campo Grande, Dourados e Três Lagoas, juntas, responderam por quase 80% dos empregos perdidos no mês, em meio às medidas de enfrentamento à pandemia do novo coronavírus (Covid-19) que minaram a atividade empresarial.

Conforme as informações do Caged, Mato Grosso do Sul fechou abril com saldo negativo de 6.992 empregos, mediante 9.497 admissões e 16.489 demissões –o total de contratações representou 57% do de desligamentos. Ainda assim, no ano, o volume de empregos é sensivelmente positivo: o saldo é de 734 vagas criadas (73.661 admissões e 72.927 demissões), o segundo melhor desempenho do país –que entre março e abril teve 1,1 milhão de postos de fechados.

Capital e maior cidade do Estado, Campo Grande fechou abril com 3.239 contratações e 7.340 demissões, um saldo negativo de 4.101 empregos. Dourados, segundo polo populacional e centro de uma região formada por 34 , teve 1.071 contratados e 1.633 demitidos em abril, saldo negativo de 562.

Por fim, Três Lagoas, consolidada como importante polo industrial no leste do Estado –sobretudo pelas indústrias de celulose e metalúrgica–, computou 515 contratações e 1.404 dispensas, saldo negativo de 889.

Também houve perdas significativas de postos de em outros do interior. Corumbá, por exemplo, teve 165 contratações e 313 demissões, déficit de 148 vagas. Bonito, que tem no Turismo uma de suas principais vocações econômicas, registrou saldo negativo de 206 empregos (37 contratações e 243 dispensas). Paranaíba, por seu turno, teve 138 contratados e 448 demitidos (-310).

Resultado positivo

O resultado negativo, repetido nacionalmente, é resultado das medidas de contenção ao novo coronavírus, que resultaram em abril na suspensão de atividades em diferentes segmentos, ou mesmo na instituição de escalas de funcionários –e, consequentemente, em suspensão de contratos de ou mesmo demissões, mesmo diante das medidas de estímulo ao emprego baixadas pelo Governo Federal.

Ainda assim, alguns do Estado fecharam abril com saldo positivo. Em Naviraí, houve 431 contratações e 246 dispensas, saldo positivo de 185 empregos. Em Caarapó, foram 285 vagas abertas e 141 demissões (saldo de 144). E Sonora, no extremo norte, teve 372 contratados e 86 demitidos (saldo positivo de 286). Em comum, as três cidades possuem forte movimentação na agropecuária, especialmente no setor de açúcar e álcool.

Saldo

As três cidades que mais perderam vagas de em abril também ajudaram a pesar negativamente em relação à geração de empregos no ano. Na Capital, o saldo de 2020 é de 28.425 contratações e 31.575 demissões, saldo negativo de 3.150.

Em Dourados, foram 7.789 contratações e 7.841 demissões (-44) e, em Três Lagoas, saldo de menos 586 vagas (5.619 contratações e 6.205 dispensas).

Três cidades responderam por 8 em cada 10 empregos fechados em MS em abril
Mais notícias