Reflexo da pandemia: estoques de etanol estão 22% maiores em Mato Grosso do Sul

Houve queda na demanda pelo combustível em todo o país

Com a pandemia do coronavírus (Covid-19), houve queda na demanda pelo no país, gerando queda nas vendas e, consequentemente, alta nos estoques das usinas. Em Mato Grosso do Sul, o estoque este ano é 22,3% maior em relação ao ano passado, segundo o Mapa (Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento).

No total, as unidades da região centro-sul do país estavam armazenando 5,83 bilhões de litros – 40,5% a mais que o volume registrado um ano antes.

O volume de comercializado pelas unidades produtoras do Centro-Sul nos primeiros quinze dias de agosto somou 1,2 bilhão de litros, queda de 18,08% em relação a igual período de 2019, informou a Unica (União da Indústria de Cana-de-Açúcar).

No mercado interno, as vendas de hidratado alcançaram 757,69 milhões de litros na primeira metade de agosto, com redução de 21,59%.

Do início de abril até 16 de agosto, as vendas totais de pelas empresas do Centro-Sul ainda acumularam retração de 19%, para 10,26 bilhões de litros.

Reflexo da pandemia: estoques de etanol estão 22% maiores em Mato Grosso do Sul
Mais notícias