R$ 153,5 milhões parados: quase 4 em cada 10 não sacaram FGTS em MS

Prazo para saque termina no dia 31 de março

O prazo está quase no fim e Mato Grosso do Sul tem 533 mil trabalhadores que ainda não fizeram o saque do FGTS (Fundo da Garantia de Tempo de Serviço). O número corresponde a 38% de 1,4 milhões de trabalhadores que poderiam fazer o saque de R$ 500 ou R$ 998 das contas ativas e inativas, de acordo com a Caixa Econômica Federal. MS ainda tem R$ 153 milhões disponíveis para saque até o fim do mês.

O volume de recurso disponíveis para saque em Mato Grosso do Sul chega a R$ 578,5 milhões, entretanto trabalhadores só sacaram R$ 425 milhões, 73,4% do total. O prazo acaba no fim do mês, no dia 31 de março.

No saque imediato, o trabalhador tem o direito de retirar até R$ 500 de uma vez por conta. Em novembro do ano passado, o Senado aprovou uma MP (Medida Provisória) que aumentou o limite do valor do saque imediato para até R$ 998. O limite só é válido para quem tinha até um salário mínimo em uma das contas até 24 de julho de 2019.

Tenho direito?

A Caixa Econômica informa que o trabalhador pode consultar os valores disponíveis para saque no Aplicativo do FGTS. Basta indicar uma conta na Caixa ou em qualquer instituição bancária para receber os valores, sem nenhum custo. O valor estará disponível em conta após 5 dias úteis.

Como sacar?

Para fazer o saque do FGTS, o trabalhador pode utilizar a senha do Cartão Cidadão. Caso não tenha, é possível criar uma no mesmo dia da retirada, em uma agência. É preciso levar documento de identificação e seus números de NIS/PIS da carteira de trabalho.

Também é possível sacar nas lotéricas, usando a senha do Cartão Cidadão e documento de identificação com foto. Caso a pessoa esteja portando apenas a identidade, a retirada é limitada a R$ 100. Quem tem Cartão Cidadão e senha também pode sacar nos correspondentes Caixa Aqui.

R$ 153,5 milhões parados: quase 4 em cada 10 não sacaram FGTS em MS
Mais notícias