MS voltará a importar máscaras da China após país conter pandemia de coronavírus

China é o maior produtor de máscaras do mundo e foi epicentro do Covid-19

Com pandemia contida na China, país que foi o epicentro do Covid-19, o novo coronavírus, há pouco tempo atrás, a importação do continente asiático voltará aos planos de Mato Grosso do Sul. A Saúde voltará a importar os produtos.

Conforme disse o secretário de Governo Eduardo Correa Riedel nesta terça-feira (24), MS começará a solicitar novamente as compras do material após escassez na importação, isso porque todas as máscaras destinadas a exportação na China foram usadas internamente durante a pandemia do vírus no país.

“Vamos voltar a exportar máscaras da China. Depois de um período sem importar, vamos voltar a comprar”, disse. A China anunciou o controle da doença no país e reabriu um total de 115 atrações turísticas nesta segunda-feira (23) na Província de Hubei, que foi o epicentro da pandemia de coronavírus no mundo.

Ainda durante a coletiva de imprensa, a SES (Secretaria de Estado de Saúde) divulgou um novo balanço do novo coronavírus, o Covid-19 em Mato Grosso do Sul. No boletim epidemiológico atualizado, os casos confirmados subiram para 24. Não há nenhuma morte registrada no Estado e há outros 38 casos suspeitos.

MS voltará a importar máscaras da China após país conter pandemia de coronavírus
Mais notícias