Investimentos: como a carteira recomendada pode te ajudar a alcançar seus objetivos

A carteira recomendada de investimentos é uma solução criada para facilitar o acesso de investidores às melhores aplicações. Trata-se de um conjunto de recomendações de profissionais do mercado financeiro, como as plataformas de investimento, com o objetivo de informar quais ativos tendem a apresentar boa performance dentro de determinado prazo.

De forma resumida, podemos dizer que ela funciona como um meio para que o investidor tenha melhores referências ao fazer suas operações. Como o mercado está sujeito oscilações, periodicamente, os estudos são refeitos.

Você já conhece as carteiras recomendadas? Tem dúvidas a respeito do tema?

Nesse post vamos te explicar como elas podem te ajudar a investir com mais assertividade. Vamos lá?

 

Porcentagens de investimentos
Ilustrativa – Banco de imagens

Como funcionam as carteiras recomendadas

Vamos supor que você deseja investir em ações. Ao buscar soluções mais indicadas para o seu perfil, você pode recorrer à sua corretora para solicitar informações sobre os investimentos.

A instituição costuma fornecer um relatório elaborado por analistas que levam em consideração a performance das empresas e os preços adequados para cada ação. Na sequência, com esse documento em mãos, você pode analisar melhor as possibilidades, avaliar os riscos, além conferir se há viabilidade nas escolhas que têm feito.

Existem diferentes tipos de carteiras recomendadas que reúnem ativos de diversas modalidades. É possível ter acesso a relatórios mensais com recomendações não só para as ações. As carteiras podem incluir ativos de renda fixa, renda variável ou produtos das duas categorias.

Mesmo dentro do mercado de ações, existem carteiras com objetivos ainda mais específicos, como os dividendos. Neste caso, as indicações revelam quais são os ativos com melhor potencial de valorização em médio e longo prazo em função da distribuição de dividendos.

No geral, a carteira recomendada reflete a visão de especialistas em relação àquilo que tem o maior potencial dentro de um tipo de investimento. O acesso a esse recurso permite ao investidor maior repertório para recorrer às soluções indicadas, a partir de critérios sofisticados.

 

Por que seguir as recomendações?

No geral, o ideal é que o investidor tenha experiência ao fazer suas escolhas no mercado financeiro. Sem isso, tende a ficar vulnerável às inevitáveis oscilações dos ativos, tomando decisões equivocadas.

Para conseguir esse grau de conhecimento, é necessário estudo e prática. Como são documentos elaborados por especialistas, as recomendações permitem que as escolhas sejam feitas com critérios mesmo por parte de quem jamais investiu.

Dessa forma, por meio de uma carteira de investimentos para iniciantes, é possível diminuir a curva de aprendizado.

As carteiras recomendadas também podem ser úteis para o investidor mais experiente. Ele pode comparar suas escolhas com as recomendações dos especialistas e refletir a respeito de sua própria maneira de enxergar o mercado.

 

dados do investimento
Ilustrativa – Banco e imagens

As recomendações

As carteiras apresentam opções para os mais variados tipos de perfis de investidor. É preciso que se tenha conhecimento a respeito de questões como  os objetivos a serem alcançados, a sua tolerância ao risco e suas características próprias.

 

Os investidores podem ser de três tipos:
conservador: é aquele que prioriza a segurança em detrimento da rentabilidade;
moderado: quando há certa predisposição para riscos, desde que sejam moderados;
arrojado/agressivo: quando o objetivo é mais voltado ao retorno do que à segurança.

 

As carteiras recomendadas servem para investir nos ativos que, segundo os especialistas, tem maiores chances de trazer resultados de acordo com seu perfil.

 

Quem produz as carteiras recomendadas

Esse estudo é feito por corretoras de valores que oferecem a seus clientes uma fonte de informação relevante para que invistam com maior qualidade.

É bom destacar que, para as plataformas de investimento, o sucesso do investidor está diretamente associado ao seu próprio sucesso. É diferente de quando se investe por meio dos bancos, que faturam com taxas e tarifas cada vez maiores – o que tende a entrar em conflito com os interesses de seus clientes.

As corretoras estão sempre procurando oferecer recomendações em busca de resultados. Dessa forma é possível mostrar sua qualificação e atrair novos clientes.

Esses documentos são preparados por especialistas com anos de experiência no universo dos investimentos. Como as atualizações são constantes, é possível conferir nos rankings quais são os agentes que costumam ter o maior índice de acertos.

Mais notícias