Explosão no Líbano pode refletir em aumento da gasolina no Brasil

Alta do petróleo aconteceu no mercado internacional horas depois do acidente em Beirute

O preço do petróleo no mercado internacional disparou durante a tarde desta terça-feira (4), depois da explosão que feriu mais de 3 mil pessoas próximo a uma área portuária na cidade de Beirute, no Líbano. O reflexo pode ocasionar um aumento no preço da gasolina no Brasil.

Poucas horas depois do acidente, o barril do WTI (referência da produção americana) avançava 1,37% e custava US$ 41,57. Já o Brent (referência internacional) sobe 0,41%, valendo US$ 44,33 e a cotação do commodity apresentava queda.

As autoridades libanesas ainda não sabem qual o motivo do acidente, mas o governo confirmou que o número de feridos foi alto e causou diversos danos à cidade.O analista Pedro Galdi, da Mirae Asset, em entrevista para o jornal O Globo, destacou que a subida na cotação do petróleo pode estar relacionada com uma resposta imediata do mercado ao fato.

“O que observamos é o mercado fazendo um ajuste após o susto causado pela confirmação da explosão. É uma resposta imediata, motivada pela falta de informações sobre a real causa do acidente e da áreas afetadas”.

Como não há informações sobre a dimensão da explosão e nem sua causa, o petróleo sobe em meio a este cenário de incertezas. O analista Ilan Arbetman, da Ativa Investimentos avalia que se a explosão não foi acidental, os preços da commodity podem subir ainda mais.

“Caso, por exemplo, as investigações apontem que foi um ataque terrorista, haverá um aumento nas tensões. Isso tende a causar uma cotação mais alta do preço do petróleo por conta de uma ideia de que a oferta pela commodity seria reduzida”, apontou.

Explosão no Líbano pode refletir em aumento da gasolina no Brasil
Mais notícias