Bolsonaro prorroga suspensão de contrato de trabalho e redução de jornada até dezembro

Decreto visa manutenção de empregos e socorro às empresas

O presidente prorrogou por mais dois meses decreto que permite a suspensão temporária do contrato de trabalho e redução proporcional de jornada e salários. É a terceira vez que a MP 936 é prorrogada.

A medida foi instituída com objetivo de socorrer as empresas e preservar empregos diante da crise provocada pela pandemia do coronavírus.

A lei prevê o pagamento de um benefício emergencial ao trabalhador que teve ponto cortado ou contrato de trabalho suspenso.

Com a prorrogação, o programa irá chegar a oito meses de duração.

Cenário em MS

Dados do  mostram que desde abril, 46.607 trabalhadores tiveram o contrato de trabalho suspenso em . Além disso, 22.488 tiveram redução de 50% do salário, 20.316 tiveram decréscimo de 70% e 14.075 empregados tiveram redução de 25%. Outros 1.499 estão em regime de contrato intermitente, quando recebe apenas no momento em que a empresa solicita seus serviços.

Bolsonaro prorroga suspensão de contrato de trabalho e redução de jornada até dezembro
Mais notícias