Vereadores votam prorrogação do Refis Natalino para 23 de dezembro

Prorrogação é um pedido dos contribuintes, que ainda não tinham recebido o 13° salário

Os vereadores votam em regime de urgência nesta terça-feira (10) a prorrogação do Refis Natalino para o dia 23 de dezembro. O programa foi encerrado na última quinta-feira (5) e os valores negociados vão devolver R$ 15,7 milhões aos cofres municipais. Os vereadores justificam que a prorrogação é um pedido dos contribuintes, que não conseguiram pagar porque ainda não haviam recebido o 13° salário.

O líder do prefeito na Câmara, o vereador Chiquinho Telles (PSD) afirma que a intenção é que o prazo seja prorrogado até o dia 23 de dezembro. Se os vereadores aprovarem, o projeto já segue para o prefeito sancionar e, assim, o Refis Natalino reabre para a renegociação das dívidas.

Após prorrogado, o Refis deve ter as mesmas condições e moldes. “Muitos contribuintes estão pedindo, eles ainda não tinham recebido o 13° salário ou vão receber ainda no dia 20. É importante fazer essa prorrogação”, justifica o vereador.

O vereador Delegado Wellington (PSDB) já havia apresentado um projeto sobre a prorrogação, mas o arquivou porque a Câmara apresentou projeto em conjunto. A votação deve ocorrer em regime de urgência, ou seja, o projeto não estava em pauta e entra de ‘última hora’. Para ser aprovado, é preciso que 20 vereadores sejam favoráveis.

R$ 15 milhões arrecadados

O Refis Natalino, que encerrou-se na quinta-feira (5), superou a meta de arrecadação da Prefeitura de Campo Grande e os valores negociados vão devolver R$ 15,7 milhões aos cofres municipais. A expectativa era de que cerca de R$ 10 milhões fossem arrecadados.

“Foram R$ 15,7 milhões, o que superou bastante a nossa expectativa. A gente esperava cerca de R$ 10 milhões. Então, consideramos que foi um sucesso”, detalhou ao Jornal Midiamax o titular da Sefin (Secretaria Municipal de Finanças e Planejamento), Pedro Pedrossian Neto.

Vereadores votam prorrogação do Refis Natalino para 23 de dezembro
Mais notícias