Suzano compra 106 hectares em Ribas do Rio Pardo e anuncia nova fábrica de celulose

Indústria será a quarta do país e pode colocar MS como referência em celulose

A Suzano anunciou a aquisição de 106 hectares de terra e a obtenção de licença para intalação de uma fábrica de celulose, a ser instalada em Ribas do Rio Pardo, a cerca de 100 km da Capital. A fábrica teria capacidade de processamento de 2,2 milhões de toneladas.

Segundo o Governo do Estado, a decisão foi anunciada em Comunicado ao Mercado, emitido pela empresa e significa que em até quatro anos, aproximadamente, MS poderá ter sua quarta indústria de produção de celulose. O Governo avalia que mais uma indústria passa a consolidar MS como importante produtor do segmento.

Segundo o titular da Semagro (Secretaria Estadual de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar), Jaime Verruck, a Licença de Instalação é um importante ativo que viabiliza a construção da fábrica, assim que a empresa decidir pela implantação.

“Um processo de instalação de indústria para chegar até este ponto, de ter licença ambiental e de instalação, demoraria entre três e quatro anos. Estes são indicativos de que Mato Grosso do Sul terá a quarta fábrica de celulose, mas ainda sem cronograma previsto”, destaca o secretário ao lembrar que entre as terras adquiridas pela Suzano, parte conta com ativos florestais.

Mato Grosso do Sul conta hoje com duas plantas de produção de celulose da Suzano, antiga Fibria, e uma da Eldorado, todas em Três Lagoas, município conhecido como Capital da Celulose. Atualmente 92% da produção das três fábricas é destinado ao mercado externo.

Mais notícias