Publicidade

Secretário diz que queda de IPTU e ISS em Campo Grande é preocupante

Arrecadação da prefeitura no quadrimestre foi apresentada na Câmara de Vereadores

Queda na arrecadação do IPTU (Imposto Predial e Territorial Urbano), inadimplência e ISS (Imposto sobre Serviços) abaixo da inflação deixam a Capital em situação ‘preocupante’, apontou o secretário municipal de Finanças e Planejamento, Pedro Pedrossian Neto, durante audiência na Câmara de Vereadores para apresentação do balanço financeiro referente ao 1° quadrimestre do exercício de 2019.

Durante a tarde, ele apresentou as receitas do Tesouro municipal, com detalhes da arrecadação no primeiro quadrimestre de 2019. Os números, conforme o secretário, apontam que a situação financeira do município é delicada.

“Tivemos queda de algumas receitas, principalmente o IPTU que caiu mais de 5% no primeiro quadrimestre. Era nossa principal arrecadação no começo do ano”, afirmou. Ele apontou ainda o aumento na inadimplência, que acredita ser reflexo da crise financeira do País, e crescimento do ISS menor que 1%, abaixo da inflação, como pontos de queda na arrecadação.

Isso somado à queda da participação do rateio do ICMS (Imposto Sobre Circulação de Mercadorias e Serviços) coloca o município em um cenário de bastante preocupação, apontou o secretário. Ainda conforme apresentado por ele na audiência, o atual mês de maio é o pior em termos de arrecadação desde o inicio gestão do prefeito Marquinhos Trad (PSD).

Mais notícias