Notícias de Mato Grosso do Sul e Campo Grande

Oferecendo novos recursos e produtos aos cooperados, Uniprime firma parceria com BRDE

Entre os serviços, FCO estará disponível aos cooperados da Uniprime

A Uniprime Centro-Oeste do Brasil e o BRDE (Banco Regional do Desenvolvimento do Extremo Sul) firmaram parceria nesta segunda-feira (25), após reunião na sede da cooperativa, na Rua Abrão Júlio Rahe, Vila Alta.

Expandir os negócios para associados sul-mato-grossenses e viabilizar recursos para empresários e agropecuaristas, estão entre os objetivos dos representantes de ambas as instituições. Para o presidente do conselho de administração da Uniprime Centro-Oeste Brasil, dr. Ricardo Buainain Bomussa, o momento é histórico.

“A Uniprime Centro-Oeste do Brasil tem 26 anos e esse convênio irá possibilitar a expansão dos negócios para nossos cooperados, o que também ajudará no desenvolvimento do Estado. A parceria é mais uma conquista para o atendimento aos cooperados”, destaca.

O diretor-presidente do BRDE, Orlando Pessuti, destaca que a parceria também beneficiará a população de MS. “Estaremos trazendo recursos para a geração de emprego e renda no Estado, pois, se você não tem esses recursos, muitas vezes o processo não segue adiante. Na maior parte dos casos, 1 simples capital de giro é o que a empresa necessita para gerar emprego, trabalho e renda. O BRDE é um banco de desenvolvimento”.

“Parceria irá alavancar novos investimentos para o Estado”, afirma superintendente da Semagro Bruno Gouvêa (Foto: Minamar Júnior)

O superintendente de indústria, comércio, serviço e turismo, Bruno Gouvêa Bastos, da Semagro (Secretaria de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar) participou da cerimônia representando o governo do Estado. Gouvêa afirmou que, a partir de agora, cooperados da Uniprime poderão contar com o FCO (Fundo Constitucional de Financiamento do Centro-Oeste).

“O FCO é um dos produtos que eles poderão usufruir agora. É uma linha com juros diferenciados e beneficia empreendimentos rurais e empresariais, principalmente o pequeno e o médio produtor rural ou empresário, isso amplia a gama de possibilidades de novos investimentos no Estado, através de novas linhas de financiamento”, afirmou.

Você pode gostar também
Comentários
Carregando...