Marquinhos aguarda balanço do Refis na 2ª e diz não querer protestar contribuintes

Ainda não há informação se o programa será prorrogado

Com prazo final do Refis feito pela prefeitura de Campo Grande encerrando nesta segunda-feira (12), o prefeito Marquinhos Trad (PSD) diz aguardar balanço de adesão que será apresentado pelo secretário municipal de Finanças, Pedro Pedrossian Neto. Ainda não há informação se haverá prorrogação no prazo do programa, que oferece aos contribuintes desconto sobre os juros de tributos municipais.

“É uma oportunidade para aqueles que por algum momento da sua vida tiveram algum percalço e não puderam pagar os seus IPTUS [Imposto Predial e Territorial Urbano]”, afirmou o prefeito, durante visita ao Autódromo da Capital na tarde deste domingo (11), sobre a importância do programa.

Questionado sobre a possibilidade de prorrogação do prazo, Marquinhos explicou ter deixado tudo a cargo do secretário de Finanças, que apresentará os dados na segunda-feira (12). Ele adiantou, contudo, que não quer enviar nomes dos contribuintes inadimplentes para protesto.

“O que eu não quero fazer é o que a lei determina: é enviar esses nomes para protesto, para cartório e execução. Isso eu não gostaria de fazer”, afirmou o prefeito. No lançamento do Refis, a prefeitura tinha mais de 195 mil contribuintes com algum tipo de atraso, entre débitos recentes e ajuizados. O montante da dívida chegava a R$ 2,2 bilhões.

Mais notícias