Expectativa de liberação do FGTS empolga mercado imobiliário em MS

Os moradores já revelaram estar empolgados com a liberação e pretendem investir em imóveis

Na semana em que o ministro da Economia, Paulo Guedes, deve anunciar a data da liberação de contas ativas do FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço), o mercado imobiliário de Mato Grosso do Sul já está com grande expectativa. Com dinheirinho vindo ‘em boa hora’, campo-grandenses revelaram que pretendem investir em moradia e corretores estão empolgados.

Para a vice-presidente do Sindimóveis-MS (Sindicato dos Corretores de Imóveis), Andrea Tathiane Nascimento Camargo, o dinheiro dará uma injeção na economia no país e o mercado de imóveis estão se preparando para receber os clientes.

“Com certeza vai aquecer a economia e agitar o mercado de imóveis, porque as pessoas querem investimento e vão procurar o investir em uma casa nova”, afirmou ao Jornal Midiamax a corretora que está no ramo há 23 anos. A reportagem, inclusive, já havia conversado com moradores e revelaram que uma das principais ideias seria dar entrada em uma casa nova.

Liberação das contas ativas

Na semana passada, o Governo anunciou que pretende liberar até 35% dos recursos das contas ativas dos trabalhadores (dos contratos de trabalho atuais) FGTS. A expectativa do governo é que a medida injete até R$ 42 bilhões na economia.

O plano é uma tentativa de reanimar a economia, via consumo, ainda este ano. A projeção oficial do governo é de crescimento do PIB de 0,81%. Com a liberação dos recursos do FGTS, haverá também mais uma rodada de saques do PIS/Pasep.

Segundo fontes a par do assunto, que participaram na última terça-feira, 16, de reunião no Ministério da Economia, uma das ideias é autorizar os saques na seguinte proporção: quem tem até R$ 5 mil no fundo poderia sacar 35% do saldo e trabalhadores com até R$ 10 mil, 30% do saldo Ainda se discutia qual parcela terá direito quem tem entre R$ 10 mil e R$ 50 mil no FGTS. Acima de R$ 50 mil, o trabalhador só poderia sacar 10% do saldo total.

Há quem defenda o anúncio da medida para comemorar os 200 dias do governo Jair Bolsonaro, na quinta-feira. Por isso, a equipe econômica pediu agilidade à Caixa para viabilizar a proposta. Outras fontes da área econômica, porém, afirmam que o modelo não está “maduro”, o que poderia atrasar o anúncio.

Como consultar o saldo do FGTS

É possível consultar o saldo do FGTS no site da Caixa ou através do aplicativo FGTS, disponível para Android, iOS e Windows. No site da Caixa, é preciso informar o NIS (PIS/Pasep), que pode ser consultado na carteira de trabalho ou em algum extrato antigo que o trabalhador tenha, e usar uma senha cadastrada pelo próprio trabalhador.

O saldo pode ser consultado pessoalmente no balcão de atendimento de agências da Caixa. Também é possível ir a um posto de atendimento e fazer a consulta utilizando o Cartão do Cidadão, com a senha em mãos. Não é possível realizar essa consulta pelo telefone

 

 

Mais notícias