IBC-Br registra primeira alta do governo Bolsonaro em maio

Houve expansão de 4,40% em maio deste ano

Após quatro meses consecutivos de queda, a atividade economia reagiu em maio no Brasil, conforme dados divulgados nesta segunda-feira, 15, pelo Banco Central. O Índice de Atividade do BC (IBC-Br) subiu 0,54% em maio ante abril, na série com ajustes sazonais. Foi o primeiro resultado positivo no governo de Jair Bolsonaro.

O IBC-Br de abril foi de -0,32%, enquanto o índice de março, -0,28%. No caso de fevereiro, o índice foi de -0,98%. O dado de janeiro registrou -0,06%. Todos os números foram revisados nesta segunda.

Ainda assim, o desempenho da atividade econômica não foi suficiente para evitar uma retração no trimestre encerrado em maio, em relação ao trimestre encerrado em fevereiro deste ano. O IBC-Br cedeu 0,99% nesta comparação.

Pela série sem ajustes sazonais, o IBC-Br apresentou forte expansão de 4,40% em maio deste ano, na comparação com o mesmo período do ano passado. Neste caso, o indicador foi ajudado por um fator estatístico: em maio do ano passado, a greve dos caminhoneiros prejudicou a atividade em todo o País, o que reduziu a base de comparação.

Em 2019 até maio, o IBC-Br acumula alta de 0,94% e, nos 12 meses até maio, avanço de 1,31%.

Mais notícias