Dólar abre mês de setembro em alta após medidas da Argentina e guerra comercial

O mês de setembro começou bem agitado para o dólar. Nesta segunda-feira (2), a moeda norte-americana deu demonstrativos que seguirá atento as medidas que a Argentina tomará devido ao limite de compra do dólar no país e a guerra comercial que vem sendo comentada há semanas entre Estados Unidos e China.

Na abertura dos índices econômicos, por volta das 9h40 no horário de Brasília, o dólar apresentava uma alta de 0,42% em seu preço e sendo vendido a R$ 4,1590, retomando seu maior pico onde foi registrado a maior valorização da moeda nos últimos quatro anos.

Na recessão do final de semana, na última sexta, data em que fechou o mês de agosto, o dólar recuou e apresentou baixa de 0,69% no seu preço, que era vendido a R$ 4,1415, interrompendo as várias sessões de alta.

Mais notícias