Com R$ 13,8 milhões, prefeitura descarta prorrogar Refis por enquanto, diz secretário

Programa de refinanciamento de dívidas termina nesta segunda-feira (12) com descontos de até 90%

A Prefeitura de Campo Grande conseguiu R$ 13,8 milhões com o Refis (Programa de Refinanciamento) até a manhã desta segunda-feira (12) e não vai prorrogar o programa, ‘por ora’, segundo disse ao Jornal Midiamax o secretário de Finanças e Planejamento do município, Pedro Pedrossian Neto.

Nesta segunda, dia que termina o Refis, a Central de Atendimento ao Cidadão espera atender ao menos 3 mil contribuintes em busca de renegociação das dívidas. A expectativa era, em 42 dias, arrecadar R$ 12 milhões e a parcial, até o fim desta manhã, aponta entrada de R$ 13.868.123,73 – o valor ainda pode aumentar, já que o atendimento segue até o fim do dia.

Às 9h30, a Central já estava cheia e a fila se estendia até fora do prédio. Os descontos abrangem dívidas de ISS (Imposto sobre Serviços), ITBI (Imposto sobre a Transmissão de Bens Imóveis), taxas públicas e IPTU (Imposto Predial e Territorial Urbano), este último imposto é o maior em inadimplência. São oferecidos até 90% de desconto em cima dos juros.

No começo do mês, o prefeito Marquinhos Trad (PSD) afirmou que existia a possibilidade de prorrogar o prazo de adesão a esta edição do Refis. Na manhã desta segunda-feira, o chefe do Executivo municipal disse que aguardaria o balanço final do programa e que caberia aos técnicos a decisão sobre estender ou não.

Mais notícias