Publicidade

Clientes amanhecem na fila de tradicional liquidação para levar de geladeira a panetone

Descontos chegam a 70% e agradaram campo-grandenses

Consumidores de Campo Grande amanheceram, na manhã desta sexta-feira (4), na fila de tradicional liquidação de começo de ano da varejista Magazine Luiza. Entre os clientes, teve quem chegou ainda de madrugada para aproveitar os descontos de até 70%. As compras foram diversas: de eletrodomésticos como fogões e geladeiras a panetones e travesseiros.

Entre os clientes, a maioria disse ter gostado dos descontos e que enfrentar três filas compensou para renovar a casa. Realizada há 26 anos, os consumidores disseram que já se preparavam para aproveitar os preços mais baixos no começo do ano e evitaram gastar no fim de ano.

Entre as ofertas mais em conta e que fizeram sucesso, o Jornal Midiamax encontrou notebook por R$ 699, fritadeira elétrica por R$ 249, ferro de passar roupas por R$ 29 e kit de liquidificador e batedeira por R$ 199.

Para entrar na loja, os consumidores ficaram na fila até a abertura das portas, às 6 horas. Para evitar o tumulto e empurra-empurra, a entrada foi liberada de 15 em 15 pessoas. Após a primeira fila e depois de escolher os produtos, mais uma fila do caixa e, por fila, fila para sair da loja conferindo produto e nota fiscal.

A assistente administrativo Lindinalva Souza Gonçalves, 41 anos, levou uma televisão de 32 polegadas. “Guardei dinheiro e paguei R$ 899. Foi rápido”, comenta. Como na liquidação é comprou e levou, ela vai de ônibus carregando a televisão nova.

Nilza Alves e o filho fizeram compras juntos e encheram o carro: levaram liquidificador, panetone, máquina de lavar roupas e travesseiros. “Chegamos às 3 horas e como está tudo junto, não sei nem quanto deu”, diz a mãe.

Operador de Máquinas, Severino Felix dos Santos, 60 anos, fez uma maratona para economizar. Chegou ao Centro por volta das 6 horas e, uma hora depois, já tinha percorrido duas lojas a rede e feito compras nas duas. “Comprei um fogão na primeira e dois ventiladores na segunda”.

Uma cliente que preferiu não se identificar, levou cinco ventiladores. “É tudo para minha casa e está compensando ficar na fila. É a primeira vez que eu venho e no fim do ano não gastei dinheiro nem com uma calcinha para poder comprar agora. É tentador. Você vem para comprar uma coisa e vê o que está faltando em casa”.

Aos 75 anos, a empregada doméstica Ivone Yule também enfrentou a fila, chegando às 5 horas. “Levei torradeira e ventilador”, diz.

 

Mais notícias