Produtores do Pantanal terão incentivo para produzir ‘carne sustentável’

Governo espera que setor ganhe em competitividade

Os produtores da região do Pantanal de Mato Grosso do Sul terão incentivo para produzir gado de corte com baixo impacto ambiental e com foco em aumentar competitividade na produção da região. O assunto é debatido nesta terça-feira (27) no fórum “Oportunidades de precificação de carbono no setor agropecuário” na Famasul (Federação da Agricultura e Pecuária de MS).

O evento contou com a participação do governado Reinaldo Azambuja (PSDB) e o do secretário de estado de meio ambiente e desenvolvimento econômico Jaime Elias Verruck. Os produtores pantaneiros de ‘carne sustentável’ terão benefício fiscal. Segundo o governador, 80% do Pantanal tem vegetação nativa, então é mais fácil para o produtor manter a produção de forma a preservar o meio ambiente e aumentar a produtividade.

Produtores do Pantanal terão incentivo para produzir ‘carne sustentável’Verruck destacou que a intenção é que a carne seja mais orgânica. Segundo secretário, atualmente, o gado sai ainda bezerro do Pantanal e a intenção é que a criação seja finalizada no Pantanal e com isso, os produtores aptos vão receber incentivo e carne terá selo de origem.

Conforme o governo do Estado, será estimulada a produção baseada no modelo tradicional, com baixo nível de intervenção nos recursos naturais existentes naquela região, e utilizando-se de escopos tecnológicos, para linhas de produtos característicos e diferenciados, com maior agregação de valor e devidamente certificados, por empresas certificadoras independentes de terceira parte, acreditadas pelo Inmetro (Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia).

Produtores do Pantanal terão incentivo para produzir ‘carne sustentável’
Mais notícias