Nova dose da vacina contra aftosa deve ser aplicada no segundo semestre

Nova quantidade foi anunciada na segunda

A nova dose da vacina contra a febre aftosa, com 2 mililitros, deve ser aplicada somente a partir do segundo semestre, informou o Mapa (Ministério de Agricultura, Pecuária e Abastecimento). Na última segunda-feira (22) foi divulgada a Instrução Normativa que autoriza a redução da dose.

A redução entra em vigor apenas no segundo semestre, quando é realizada a segunda fase de aplicação, conforme o secretário de Defesa Agropecuária, Luis Rangel. “É importante ressaltar que o pecuarista não procure, agora, em maio, as vacinas com a nova formulação”, alertou.

A medida visa a diminuição de reações no local da vacina, ao injetar menor volume de óleo mineral. “Trabalhamos muitos anos com a dose de 5mls. A transição precisa ser feita de maneira adequada com todas as vigilâncias necessárias por parte do Ministério da Agricultura para que, com a redução da dose, se mantenham as mesmas garantias. Por isso, esse cuidado”, afirmou.

Os laboratórios oficiais agropecuários do Mapa testam 100% das vacinas produzidas no Brasil, atestou o secretário e ressalta que “também se mantém vigilância no mercado para garantir a eficiência da vacina”.

O Mapa chegou a produzir um vídeo em que o secretário de Defesa Agropecuária dá instruções e destaca que mesmo com a redução da dose, deve haver o mesmo cuidado em relação ao manejo produto. A aplicação da vacina é fundamental para eficiência da imunização, observou. É importante que o pecuarista seja capacitado para aplicar a nova dose. “Para fazer isso e assegurar a transição saudável, que vá além do cuidado com o insumo, fizemos parceria com a Confederação da Agricultura e Pecuária (CNA) e o Senar”.

 

 

Mais notícias