Inflação tem retração na Capital, que registra o segundo menor índice do País

Redução da energia elétrica atuou no índice

A inflação diminuiu em Campo Grande e em abril atingiu -0,13, de acordo com o IPCA (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo) medido pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas), sendo o segundo menor índice registrado entre as regiões do Brasil. A redução na conta da energia elétrica foi o item que mais motivou a queda da inflação.

Além do desconto de 13,81% que incidiu na conta de energia dos consumidores de Campo Grande, a tarifa de energia foi reduzida em 1,92%. O conjunto ajudou na redução da inflação registrada na capital. O grupo Habitação, onde a conta de energia elétrica está inserida, teve variação de -3,30%, foi o grupo com maior queda. Em seguida, vem o grupo vestuário, com redução de 0,33%. Os grupos que tiveram maior alta foram Comunicação (0,79%) e Saúde e Cuidados Pessoais (0,77%). 

O IPCA acumulado nos quatro primeiros meses do ano ficou em 0,81, e o índice registrado nos últimos doze meses é de 5,15. O índice é calculado pelo IBGE e se refere às famílias com rendimento monetário de 01 a 40 salários mínimos, qualquer que seja a fonte. 

INPC

Já pelo INPC (Índice Nacional de Preços ao Consumidor), indicador que se refere às famílias com rendimento monetário de 01 a 05 salários mínimos, sendo o chefe assalariado, Campo Grande teve o menor índice registrado entre as regiões pesquisadas, atingindo -0,38%. 

Mais notícias