Publicidade

Falso e-mail promete saque do FGTS; Caixa avisa que não envia mensagens

Arquivo anexo com suposto extrato é vírus

Os saques às contas inativas do FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço) mal se iniciaram e golpistas já estão agindo. O Uol Economia divulgou que e-mails enviados com informações falsas afirmam que o trabalhador possui valor disponível para saque e orienta para que o download do extrato anexado, porém o arquivo contém vírus. A Caixa Econômica Federal alerta que as mensagens são falsas e não envia e-mails com tal conteúdo.

Um falso calendário de saque do FGTS também foi disseminado por e-mail em fevereiro. O arquivo, ao ser aberto, capturava os dados pessoais do usuário.

Desconfie sempre

Usuários devem sempre desconfiar de mensagens enviadas em nome de bancos. Segundo divulgado pelo Uol, especialistas aconselham que os usuários não acreditem em e-mails, SMSs e mensagens em aplicativos de mensagens, como  WhatsApp. Arquivos em anexo ou links que pedem informações normalmente levam à instalação de vírus ou à captura de dados pessoais. A segurança deve ser a mesma com relação a telefonemas que solicitem informações para consultar o saldo do FGTS.

“Na ânsia de saber se vão poder sacar o dinheiro, as pessoas diminuem o cuidado e ficam mais vulneráveis. É justamente aí que os golpes acontecem”, afirma Sonia Amaro, supervisora institucional da Proteste, órgão de defesa do consumidor.

Canais oficiais

Sempre é necessário usar os canais oficiais oferecidos pela Caixa Econômica Federal. Para qualquer informação há o telefone 0800 726 2017 e o site www.caixa.gov.br/contasinativas. Se receber o endereço pela internet ou em aplicativos é melhor ignorar e digitar o endereço no navegador, conforme aconselhado pela supervisora da Proteste.

A Caixa Econômica ressalta que todas as informações sobre o FGTS estão disponíveis em no site e nos perfis oficiais do banco no Twitter: @imprensaCAIXA e @CAIXA. O banco informou que não solicita em hipótese alguma a atualização de dados de seus clientes por e-mail.

Mais notícias