Crise ‘segura’ MS e Governo fecha 2016 com 71% das metas cumpridas

Riedel afirma que caixa impediu conclusão de ações

De todas as metas estabelecidas pelo de Mato Grosso do Sul para 2016, 71,08% delas foram cumpridas, segundo anúncio do secretário de Estado de Governo e Gestão Estratégica, , feito nesta quarta-feira (28).

De um total de 204 metas, 51 ainda estão em andamento e oito foram canceladas. O total não foi cumprido, segundo Riedel, devido à crise econômica que assolou o país neste ano. Dentro das principais metas não cumpridas estão a finalização e entrega do Aquário do Pantanal e o Ceasa de Dourados.

O percentual ainda é maior que os 65% do ano passado. A realização do planejamento é monitorada pela Segov e orientada pelo MBC (Movimento Brasil Competitivo) e envolve mais de 250 servidores públicos.

Corte de gastos

Os destaques apresentados são para os cortes de gastos com a realização do recadastramento dos servidores, com total de 99,04% dos 59.096 mil. Os 287 que não compareceram tiveram as contas bloqueadas e somam uma economia de R$ 689.945,05 por mês ao Governo.

O aprimoramento do Vale Renda também desligou 973 beneficiados por renda incompatível e 1.117 por descumprimento de outras regras. O benefício oferece atualmente 43 mil bolsas, segundo o governo.

Eixos

Em quatro eixos estabelecidos pelo executivo estadual (social, gestão, econômico-ambiental e infraestrutura), destaca-se o social, com 68,42% somente das metas cumpridas.  Nesta categoria, estão inclusos educação, segurança pública, saúde, cultura e esporte, assistência social e habitação.

O governo aponta como finalizada a unidade do Trauma da Santa Casa de Campo Grande, a Caravana da Saúde e finalização do subsolo e térreo do Hospital do Câncer Alfredo Abraão e o Hospital de Ponta Porã, que tem capacidade para atender os oito municípios próximos.

Entre outras ações concluídas estão a entrega de 5 mil habitações e contratação de outras 1,6 mil; O aumento da nota da transparência do Estado, que saltou de 1,4 para 10 com a reformulação do portal online e do atendimento; remodelação do programa Novilho Precoce e a elevação do teto do Simples, de R$ 2,5 milhões para R$ 3,6 milhões. 

Crise 'segura' MS e Governo fecha 2016 com 71% das metas cumpridas
Mais notícias