Supermercado é fechado após denúncia de aglomeração e vistoria que encontrou alvará vencido

O estabelecimento estava sem alvará, sem material de segurança o suficiente para os funcionários e sem ventilação

O supermercado Pires, localizado na Avenida dos Cafezais, foi fechado para vistoria após denúncia e constatação de irregularidades nesta segunda-feira (23), em Campo grande. A GCM, Vigilância Sanitária e Procon-CG foram ao local fazer fiscalização e flagrou alvará de funcionamento vencido.

Conforme denúncia, o supermercado não estava seguindo as normas do decreto municipal que prevê a proibição de mais de 20 pessoas no mesmo ambiente. Além disso, os funcionários estavam trabalhando expostos a contaminação do vírus, pois não há fornecimento de máscaras ou luvas.

Uma cliente do estabelecimento, Nathiele Odorico Rangel, de 29 anos, os funcionários estavam trabalhando bastante preocupados e limpavam o ambiente a todo momento por medo de qualquer contaminação. A moradora disse que é a primeira vez que estava saindo de casa após 15 dias buscar coisas essenciais pois os pais que estão em casa são idosos.

O procurador do Ministério Público do Trabalho, Paulo Douglas, disse a reportagem que a vistoria foi feita e foi constatado que o mercado não estava seguindo as normas do decreto, não havia sequer água necessária para a higienização dos funcionários e nem ventilação adequada no local perante a pandemia do coronavírus.

O mercado recebeu uma recomendação para que os critérios sejam atendidos e só assim, voltar a abrir as portas. “Que fique claro que se interfere na saúde dos trabalhadores, é crime”, disse a reportagem.

A reportagem do Jornal Midiamax está no local e, até o momento, nenhum representante do estabelecimento quis falar sobre o assunto.

Mais notícias