Em ‘quarentena’ necessária, confira dicas para economizar na energia elétrica

Em teletrabalho, os moradores precisam ficar atentos para não ter surpresas no final do mês

Como medida de prevenção ao contágio do Covid-19, o novo coronavírus, muitos tralhadores estão precisando trabalhar através de casa ou muitos acabaram sendo dispensados durante esse período em Campo Grande.

Com a permanência em casa, aumenta o consumo de energia elétrica e os consumidores precisam ficar em alerta para não ter um susto no final do mês quando a conta chegar.Pensando nisso, o Concen (Conselho de Consumidores da Área de Concessão da Energisa) deu dicas para os moradores evitar um alto consumo em casa. Além de não deixar lâmpadas ligadas sem necessidade, os consumidores precisam ficar atentos para outros dois eletrodomésticos: o ar condicionado e a geladeira.

Confira:

Ar condicionado:

  • Dimensione bem a potência para ter eficiência energética. A regra geral é multiplicar 600 BTUs por m² mais 600 BTUs por pessoa no espaço (contando da segunda);
  • Evite temperaturas muito baixas. Entre 21º e 22º proporcionam conforto sem um alto consumo energético;
  • Realize a limpeza e a manutenção periódica no aparelho;
  • Prefira aparelhos de ar-condicionado mais eficientes, do tipo inverter que podem trazer uma economia de até 40% e os que têm selo “A” do Procel;
  • Programe o timer para desligar o aparelho na madrugada, quando há um resfriamento natural do ambiente;

Geladeira:

  • Evite abrir o tempo todo, retire/guarde o que for necessário de uma só vez;
  • Verifique as borrachas de vedação, se não estiverem em bom estado, o consumo aumenta;
  • Em dias quentes, use garrafas térmicas com gelo para ter água fresca e não precisar abrir a geladeira o tempo todo;
  • Espere os alimentos resfriarem antes de guardá-los;
  • Na compra, prefira equipamentos com o selo A Procel, que são mais eficientes no consumo;
  • Não use a parte traseira para secar roupas
Mais notícias