Consumidor terá economia de R$ 0,03 centavos no preço da gasolina, diz Sinpetro-MS

Preços podem ser reduzidos na próxima semana ao fim do atual estoque

Mesmo com o aceno de redução de 3% preço da gasolina e do diesel, anunciado pela Petrobras na última segunda-feira (13), o consumidor não deve sentir tanta diferença nos próximos dias quando for abastecer o seu veículo. Para o Sinpetro-MS (Sindicato do Comércio Varejista de Derivados de Petróleo e Lubrificantes), a economia será de no máximo R$ 0,03 centavos.

O diretor do Sinpetro-MS, Edson Lazarotto explica que a vantagem mínima em relação ao preço está ligada ao conflito envolvendo Estados Unidos e Irã, que resultou em um aumento imediato de 4% na gasolina, mas que o índice não se refletiu nos postos de combustíveis.

“Agora, houve essa redução. Então está sendo feito uma conclusão para ver o que foi decidido e se fosse de imediato, seria em torno de R$ 0,03 centavos. E isso deve ocorrer ao longo do final desta semana e o início da próxima até se esgotar o estoque que está na distribuidora”.

A redução passa por uma série de fatores, conforme disse Lazarotto a reportagem. Apesar do anuncio, o preço acontece “primeiro nas refinarias, passa pelas distribuidoras e depois chega aos postos de combustíveis que é o último elo dessa cadeia”, analisou o diretor.

Queda no preço ainda não chegou a MS

O Jornal Midiamax foi as ruas de Campo Grande para acompanhar como anda os preços da gasolina e do diesel e apesar do reajuste, os valores ainda “assustam” os consumidores.

Durante a pesquisa realizada em 16 postos nesta terça, o menor valor da gasolina e do diesel foram encontrados a R$ 4,19 e R$ 3,65, respectivamente. Já o preço mais alto é de R$ 4,39 para gasolina e R$ 3,94 para o diesel.

Consumidor terá economia de R$ 0,03 centavos no preço da gasolina, diz Sinpetro-MS
Mais notícias