Procon orienta academias sobre cobrança durante quarentena por coronavírus

Consenso foi de que clientes terão créditos a ver com academias de ginástica e casos que fugirem à regra serão discutidos individualmente

Uma reunião entre o Procon-MS (Superintendência para Orientação e Defesa do Consumidor) e representantes de academias de ginásticas de MS, ocorrida na tarde da quarta-feira (26), discutiu sobre políticas de reembolso e de cobrança de mensalidades dos centros esportivos – o setor é afetado pela quarentena e as academias não podem abrir as portas.

Durante a reunião, chegou-se ao entendimento de que a melhor saída tanto para clientes como para empresas é orientar clientes que têm contratos firmados a manterem seus créditos com as entidades para utilização após a quarentena, além das reposições das aulas perdidas. Ficou decidido, também, que casos especiais devem ser tratados individualmente, garantindo o direito do consumidor.

O Procon-MS destaca que, após a quarentena, as academias devem oferecer 100% do contrato firmado aos consumidores, após o período de isolamento social, para que os consumidores não tenham prejuízos na relação contratual.

Algumas academias da cidade, a propósito, já comunicaram clientes que não vão cobrar mensalidades, como a Academia do Sesc Camilo Boni, em Campo Grande. Outras, porém, seguem fazendo vídeo-aulas com exercícios que os clientes podem fazer de casa, sem necessidade de quebrar a quarentena.

Mais notícias