CDL pede que comércios reduzam lucro para facilitar acesso a máscaras e álcool

Entidade divulgou nota pedindo colaboração do setor

Para democratizar o acesso da população carente a máscaras e álcool gel para prevenir contágio do novo coronavírus COVID-19, a CDL CG (Câmara de Dirigentes Lojistas de Campo Grande) pediu aos comerciantes e fornecedores que reduzam as margens de lucro sobre os produtos.

A entidade informou entender ‘todos os lados’ na guerra para conter o avanço da pandemia, mas ressaltou a necessidade de união em prol da saúde da população e classificou como ‘maior e mais absoluto prejuízo a perda das pessoas infectadas’.

Na nota, a Câmara afirma ainda estar se manifestando em apoio ao Procon-MS (Superintendência de Orientação e Defesa do Consumidor de Mato Grosso do Sul). Confira a íntegra da manifestação:

Nota CDL CG

A CDL CG – Câmara de Dirigentes Lojistas de Campo Grande em apoio ao Procon do Estado de Mato Grosso do Sul solicita aos varejistas, bem como todo e qualquer fornecedor de máscaras e álcool em gel, que neste momento de enfrentamento da pandemia do COVID-19 reduzam suas margens de lucro em favor da vida.

A CDL CG ressalta que estamos todos lutando para superar esse momento de crise, em que o maior e mais absoluto prejuízo é a perda de pessoas infectadas com o COVID-19.

É um momento em que precisamos unir forças e estender ainda mais a solidariedade para que o custo de máscaras e álcool gel tenha apenas um valor social, de forma que as pessoas de baixa renda tenham a oportunidade de adquirir esses produtos e também se protegerem, juntamente com seus familiares.

A CDL CG entende todos os lados nesta guerra e reforça o pedido para quem pode fazer a diferença, para que reduzam suas margens de lucro e contribuam para que todos possam ter acesso a esses produtos, tão necessários para vencermos mais esta crise.

Mais notícias