Por excesso de ligações, Claro vira alvo do Procon-MS em 15 processos

Superintendência oferece serviço gratuito de bloqueio

O Procon-MS (Superintendência para Orientação de Defesa do Consumidor) instaurou 15 processos administrativos contra a empresa de telefonia Claro, motivados por denúncias de excesso de ligações de telemarketing. De acordo com o órgão, as ligações em excesso infringem a legislação e são consideradas prática abusiva.

Segundo o órgão, apenas um consumidor precisou pedir bloqueio de 15 linhas diferentes em quatro dias, por meio do Bloqtel, serviço oferecido gratuitamente pelo órgão no site da superintendência, e que proporciona o bloqueio da linha telefônica às centrais de vendas. Para tanto, basta preencher o cadastro que as ligações, via de regra, cessarão.

“É muito importante que os consumidores usem esse serviço para evitar o desgaste das reclamações e até mesmo para que o não sofra o constrangimento da publicidade abusiva. Além disso, caso a pessoa que peça o bloqueio das ligações não seja atendida num prazo máximo de 30 dias, ela pode registrar uma denúncia e a empresa poderá receber multa que varia de R$ 5 mil a R$ 15 mil, e que pode ser dobrada em caso de reincidência”, explica Marcelo Salomão, superintendente do Procon-MS.

Aplicativos

Além do Bloqtel, existem aplicativos para smartphones que promovem o bloqueio de números indesejados. O Truecaller é um deles. Disponível para iPhone e Android, o app deixa a agenda telefônica mais inteligente, adiciona fotos, identifica números desconhecidos e, de quebra, permite bloqueio de números. O download é gratuito.

Já o Whoscall, que também está disponível para as duas plataformas e é gratuito, permite que o smartphone identifique instantaneamente as chamadas de números desconhecidos, antes mesmo que o usuário atenda o celular. O bloqueio de chamadas e mensagens de texto indesejadas também é possível a partir do app.

Procurada pela reportagem, a assessoria de imprensa da Claro informou que até o momento a empresa não foi notificada.

Serviço

Bloqtel – http://www.bloqtel.ms.gov.br/

Mais notícias