Último dia do Walmart em Campo Grande tem mais correria e confusão

Consumidores pediram desconto em cima de produtos que já estavam pela metade do preço

No terceiro do dia de queima de estoque do hipermercado Walmart, que deve funcionar na Capital até domingo (10), os campo-grandenses aproveitam o sábado (9) para tentar levar para casa produtos pela metade do preço.

Clientes relataram ao Jornal Midiamax, que os 50% de desconto anunciados pelo mercado confundiram alguns consumidores que, no ato da compra, exigiram um valor ainda menor. Como os valores já estavam pela metade, ao que tudo indica, os clientes não entenderam essa parte e pediram ainda mais desconto. Revoltados, alguns compradores deixaram os carrinhos cheios.

Animada com a notícia, uma dona foi ao mercado na manhã deste sábado, mas ficou decepcionada com o que encontrou. “Muita fila e pouco atendente. Fiquei decepcionada, não tinha nem carrinho aqui”, reclamou.

Além de não ter encontrado o que queria, a dona de casa reclamou que os descontos foram aplicados aos eletroeletrônicos. “Não achei o produto que estava procurando, para mim isso é uma enganação. Disseram que os produtos com desconto estariam em uma gôndola, as coisas estão todas bagunçadas e não tem nada da ordem, tiraram até o consultor de preços”, relata.

Mercado novo?

Com o fechamento do hipermercado Walmart programado para domingo (10), na Avenida Mato Grosso, em Campo Grande, surgiu a curiosidade de vários campo-grandenses sobre o novo estabelecimento que se instalará no mesmo lugar. O Sam’s Club funciona no modelo de clube de compras e cobra anuidade para liberar as vendas aos clientes.

De acordo com a assessoria de imprensa da marca, que pertence ao grupo Big, ainda não há data para a inauguração do Sam’s, e nem perspectiva de quantos empregos serão gerados na Capital. Reformas devem ser feitas no prédio para abrigar a nova marca.

Mais notícias