Notícias de Mato Grosso do Sul e Campo Grande

Energisa afirma que multas de R$ 100 mil são referentes a processos antigos

Empresa explica que multas não se referem à variação na cobrança, que gerou polêmica neste ano

Depois de serem multados em R$ 100 mil pelo Procon (Superintendência para Orientação e Defesa do Consumidor) Estadual só em fevereiro, a Energisa explica que as multas são referentes a processos antigos, de 2016 e 2017. A concessionária de energia elétrica ainda afirma que todas as notificações não se referem à variação na cobrança, que gerou reclamações em todo o estado.

“A Energisa esclarece que todas as notificações recebidas do Procon Estadual até o momento, não são referentes à variação de consumo registrada neste início de ano devido as altas temperaturas. Os processos são antigos, do ano de 2016 e 2017”, diz. Segundo a empresa, todos os casos serão analisados pela respondidos ao Procon no prazo máximo de dez dias úteis.

R$ 101 mil em multas

Em menos de duas semanas, a Energisa recebeu multas que somaram um valor de R$ 101 mil por descumprimento a artigos do Código de Defesa do Consumidor. O Procon aponta que a concessionária fez cobranças irregulares, cometeu práticas abusivas e ainda ofendeu os princípios fundamentais do sistema de proteção do consumidor.

As multas foram registradas em menos de duas semanas, de 12 a 25 de fevereiro, quando as reclamações dos consumidores tiveram um aumento recorde com contestações aos valores das cobranças.

Cobranças abusivas

Entre dezembro e fevereiro, a Energisa foi alvo de reclamações de consumidores de diversas cidades do estado por causa do aumento da cobrança. O valor nas contas de energia elétrica assustou os consumidores e uma moradora chegou a receber uma cobrança no valor de R$ 79 mil. A Energisa aponta que o clima quente e o calor recorde em MS foram as causas para as contas terem ficado mais caras.

Você pode gostar também
Comentários
Carregando...