Conveniência fica sem energia há mais de 22h e proprietário reclama da falta de reparo da rede

O comerciante diz que ligou cerca de 15 vezes para o serviço de atendimento da Energisa

Gelo descongelando, bebidas quentes e clientes que vão embora sem comprar nada. Essa é a situação de Alex Costa Silva, comerciante de uma conveniência que está sem energia há mais de 22 horas e ainda não teve reparo na rede elétrica da rua.

O estabelecimento fica localizado na rua Gildete Feijó na Vila Fernanda, em Campo Grande. Alex conta que já tinha percebido algo de errado com o transformador que atende seu comércio, mas foi ontem a situação ficou crítica.

“A energia acabou lá pelas 14h, fui ver na rua e tinha um fio caído no transformador”. O comerciante relata que ligou a primeira vez às 14h e a Energisa havia dado o prazo de quatro horas para arrumar. 

Com a demora do reparo, que até a publicação desta matéria ainda não tinha acontecido, ele diz que ligou outras vezes e às 23h realizou a última ligação do dia, que demorou pelo menos 20 minutos pra conseguir ser atendido. Segundo Alex, nesta ligação o suporte telefônico falou que já havia uma equipe realizando o reparo no local, mas aparentemente não estavam.

Foto: Reprodução/ WhatsApp

Ele e a esposa ligaram para o Procon-MS (Superintendência para Orientação e Defesa do Consumidor ) para denunciar a situação e, no retorno da superintendência também receberam a informação de que Energisa havia enviado uma equipe de reparação no local. Segundo o comerciante a energia de voltagem 110 está funcionando, mas a rede de 220v está sem energia. 

Estou desde ontem ligando e eu estou sem energia, meus três freezers sem funcionar, tenho cerveja esquentando. No prejuízo mesmo desde ontem”, reclama da situação. Ele lembra que chegou a ver uma equipe realizando reparos em outro ponto da rua, mas sua solicitação não foi atendida. 

Com mais de R$ 900 em prejuízo por vendas perdidas e pelo menos 15 kg de gelo que voltaram ao estado líquido, o comerciante da conveniência que está sem energia há mais de 22h lamenta. “Hoje é sexta-feira e é o dia que eu vendo bem, mas não tem como, nem refrigerante tô conseguindo vender. Já vieram atrás de Coca-Cola, mas quem que bebe Coca quente né?”.

Em nota, a Energisa informou que a falta de energia que ocorreu na rua Gildete Feijó, na Vila Fernanda, foi ocasionada foi ocasionada por problema de conexão de cabos devido a intensidade dos ventos que atingiu a cidade nos últimos dias. “Nesta sexta-feira (13), ainda pela manhã, equipes da concessionária estiveram no local e concluíram o reparo, após ser identificado o problema, restabelecendo o fornecimento às 11h08”.

O Jornal Midiamax também recebeu reclamações de outros bairros que estão com problemas na distribuição de energia. Moradores da rua Drº Werneck, na Vila Albuquerque informaram que estão sem energia desde a tarde da última quinta-feira (12). 

(matéria alterada às 12h50 para acréscimo de posicionamento)

Mais notícias