Notícias de Mato Grosso do Sul e Campo Grande

Com espera de mais de 1h, agências bancárias foram autuadas pelo Procon-MS

Saiba como reportar as irregularidades nos bancos

O que fazer quando o tempo de espera para atendimento em bancos excede o limite do bom senso e até mesmo o que está estabelecido na lei? Em Campo Grande, consumidores passaram por sufoco na primeira semana do mês, logo após o fim do recesso. Segundo relatos, o tempo de espera chegou até a 1h15min, o que gerou uma fiscalização do Procon-MS (Superintendência para Orientação e Defesa do Consumidor).

De acordo com a Superintendência, foram encontradas irregularidades em agências da região central nos bancos Santander, Caixa Econômica Federal e Bradesco. No primeiro,foi registrado tempo de espera superior a 35 minutos e, além disso, o banco não forneceu senha eletrônica com horário de entrada e saída dos clientes nas mesas.

Já nas agências da Caixa Econômica Federal, um cliente relatou espera superior a 1h. As senhas oferecidas também registram apenas a hora de chegada do usuário – o que também dificulta a comprovação da demora, quando o cliente decide registrar a reclamação.

Nas agências do Banco Bradesco, a demora no atendimento foi constatada e fiscais também observaram que o atendimento prioritário não funcionou, mas somente para clientes VIP das categorias “Prime” e “Exclusive”.

Notificações

Segundo o Procon-MS, as agências também não contavam com cópias da Lei Estadual e do Código de Defesa do Consumidor, o que é obrigatório por lei. Também não constavam avisos de proibição do uso de aparelhos de telefonia celular. Após a fiscalização, as gerências foram autuadas, tendo sido expedidos autos de Infração e dado prazo par defesa – após decorrido o prazo, uma multa poderá ser arbitrada.

A fiscalização ocorreu entre os dias 2 e 4 de janeiro, durante o expediente bancário, e constatou as irregularidades, conforme determina a Lei Estadual 2.085/00. Segundo ela, o tempo máximo de espera é de 15 minutos. A lei municipal 4.303/06, no entanto, permite que o atendimento posso demorar até 25 minutos, mas só em véspera e no dia posterior a feriado prolongado.

O que fazer?

Em caso de desrespeito à legislação, como ausência de atendimento prioritário e atendimento cuja espera exceda os 15 minutos, o cliente pode acionar o Procon-MS pelo telefone 151 (ligação gratuita). As reclamações também podem ser feitas pessoalmente, na sede da superintendência (Rua 13 de Junho, 930 – Centro, das 7h até às 18h30, de segunda a sexta-feira).

Você pode gostar também
Comentários
Carregando...