Com 89% dos campo-grandenses no vermelho, Serasa faz feirão de descontos

Campo Grande aparece mais mais de 306 mil CPFs negativamos na Serasa

Com 89% dos campo-grandenses economicamente ativos com o ‘nome sujo’, a Serasa está realizando um feirão para negociação de dívidas com descontos para ajudar os moradores a saírem do vermelho. De acordo com a Serasa, a Capital aparece com 306.189 CPFs (Cadastro de Pessoa Física) registrados no sistema.

O Feirão Limpa Nome do Serasa Consumidor acontece até o dia 15 de dezembro e para quem negociar, pode conseguir até 98% de desconto nos débitos.

As empresas participantes são: Santander, Itaú, Recovery, Ativos, Net, Claro, Embatel, Anhaguera, Credsystem, Ipanema, Unopar, Sky, Nextel, Banco BMG, Digio, Hoepers, Porto Seguro, Tricard, Oi, Zema, Unic, Fama, Pitágoras, Uniderp, Unime, entre outras.

Segundo Lucas Lopes, gerente do Serasa Limpa Nome, a ampliação da duração do evento é resultado de um ótimo trabalho e também do engajamento das pessoas em pagarem suas dívidas: “Prorrogaremos o Feirão Serasa Limpa Nome por mais 15 dias por conta da grande busca das pessoas em quitar suas dívidas neste fim de ano. Muito desse movimento se deve ao pagamento do 13° salário, além do saque do FGTS, impulsionando mais ainda a renegociação”, afirma Lopes.

Além do atendimento presencial na agência da Serasa em Campo Grande, os moradores também podem negociar as dívidas no vermelho através da internet, clicando aqui.

Campo-grandenses ‘no vermelho’

De acordo com a Serasa, uma das principais bases de dados do país, a Capital aparece com 306.189 CPFs (Cadastro de Pessoa Física) registrados no sistema. Se comparado com o total de moradores economicamente ativos na cidade, 344 mil pessoas, segundo a CDL (Câmara dos Dirigentes Lojistas), 89% dos consumidores campo-grandenses estão negativados.

Quando se comparado com a estimativa do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), que indica uma população de 774.202 moradores – dados de 2010 –, o número de negativados em Campo Grande é de 39% do total de pessoas.

Já os dados mais recentes da CDL indicam que a população de Campo Grande já está em 860 mil pessoas e que, do total da população economicamente ativa, 58% está com o nome sujo. A porcentagem corresponde a um total de 199.520 “no vermelho”, conforme a CDL.

Ainda conforme a base de dados da Serasa, atualmente 767.856 sul-mato-grossenses estão com o CPF negativados. Ou seja, 29,3% do total da população do Estado, está sem crédito na praça. Além disso, a faixa etária mais inadimplente está entre 41 e 50 anos.

Inadimplência por região

O estudo também mostra que, em outubro de 2019, a região com maior percentual de inadimplentes do país era a Sudeste, com 45,4% do total, seguida pela região Nordeste, com 24,6%. O Sul ficou em terceiro, com 12,7% dos negativados. A região Norte registrou 9,1%, seguido da região Centro-Oeste, com 8,2%.

Mais notícias