Clientes aproveitam descontos do Walmart para fechar loja em Campo Grande

De salmão a camarão: quem aproveitar ofertas, vai 'comer bem'

Com previsão de funcionar só até domingo (10), o Walmart começou as promoções para queimar o estoque e os consumidores disputam pelos melhores produtos. À princípio, apenas a área de carnes, frios e lacticínios está em oferta, mas os clientes aproveitam o desconto para comer coisas que geralmente não entram na rotina. Salmão, camarão e outros produtos mais caros são os mais disputados.

Produtos congelados estão entre os favoritos. (Foto: Mylena Rocha)

A cirurgiã-dentista Paula Haddad, de 47 anos, é um exemplo de cliente que aproveitou as ofertas para ‘comer bem’. No carrinho, ela colocou marcas que geralmente têm um preço mais elevados. Salmão e alimentos prontos congelados foram algumas das opções. Segundo ela, vale mais a pena comprar alimentos que geralmente ficam de fora da rotina, por conta do preço alto.

“Eu aproveitei para comprar coisas boas, de marcas com mais qualidade. Tem um salmão pela metade do preço, tem que aproveitar. Comprar carne e frango, que são mais baratos, não compensa. Eu nem tenho espaço para tudo isso no meu freezer, mas a gente dá um jeito”, brinca.

A vendedora Evanilda Carrilho, de 48 anos, também aproveitou para comprar produtos mais ‘refinados’. O pacote de camarão saiu por R$ 20 e ela cuida do carrinho de compras com atenção, para que um cliente folgado não pegue seus produtos.

Freezer começa a esvaziar no Walmart. (Foto: Mylena Rocha)

“Eu estava aqui, desviei um pouco e um rapaz pegou as minhas latas de leite ninho, vê se pode?”, comenta. Evanilda conta que ouviu falar da promoção pelo rádio e correu para aproveitar.

A servidora Juliana Ferreira, de 35 anos, soube das ofertas por meio de um grupo no WhatsApp. Com 50% de desconto na maioria dos produtos, ela aproveitou para comprar comida congelada.

Por enquanto, a promoção fica concentrada na área de frios, mas os funcionários começam a etiquetar outros produtos. Conforme informações dos trabalhadores, os próximos produtos a entrarem em oferta são os biscoitos e chocolates.

Movimento de clientes se concentra no setor de carnes e frios. (Foto: Mylena Rocha)

Quiosques ‘despejados’

Enquanto os clientes fazem a festa com as ofertas, no andar de baixo, o clima é de tensão entre os comerciantes e funcionários dos quiosques. O aviso de que todos deveriam desmontar os quiosques e retirar tudo das lojas chegou nesta quarta-feira (7).

Os comerciantes até sabiam que o supermercado seria reestruturado, mas explicam que não havia um prazo. Entre os funcionários, o sentimento é de tristeza por terem que deixar seu local de trabalho. Alguns trabalhadores até foram demitidos.

“Eles avisaram ontem, ninguém sabia que teríamos que sair. Eles tinham nos informado sobre a reforma, mas não disseram que o mercado ia fechar por meses e nem que teríamos que sair”, explica a funcionária de uma loja de capas para celular, Taís Martins, de 25 anos.

O funcionário de um quiosque de água de coco comenta que todos ainda estão sem rumo, sem saber para onde vão. “Acho que vamos procurar um outro ponto de venda, isso aqui deve fechar por pelo menos três meses, não dá para ficar esperando”, disse Daniel Roberto, de 36 anos.

Em nota, o grupo BIG informou que o Walmart Campo Grande entrará em reforma para depois reabrir em um novo formato. A loja será convertida em Sam’s Club, que é um clube de compras com produtos de marcas importadas.

“A empresa reforça o seu compromisso de crescer e continuar investindo, gerando empregos na região. Com foco na revisão do modelo operacional das lojas, essa mudança faz parte de um investindo R$ 1,2 bilhão em suas lojas nos próximos 18 meses, que passarão por um processo de renovação e atualização de seus ativos para propiciar uma experiência de compra cada vez melhor”, informou o grupo.

Mais notícias